Sport, na base da insistência, arranca empate contra o Vitória na Fonte Nova
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Sport, na base da insistência, arranca empate contra o Vitória na Fonte Nova

Vitória x Sport - Guilherme
Foto: Reprodução/SporTV
Futebol Latino - 03/10/2019 - 23:26
Salvador (BA)
Em jogo onde as equipes dividiram o aspecto da eficiência quando estiveram com superioridade técnica, Vitória e Sport ficaram iguais em partida realizada na Arena Fonte Nova pela 26ª Rodada na Série B do Brasileirão. Resultado que, não apenas pela tabela como pelas circunstâncias da competição, foi bem mais maléfico aos baianos do que aos pernambucanos.

Enquanto o Rubro-Negro da Praça da Bandeira segue com 45 unidades em terceiro lugar, porém com o mesmo número de pontos do segundo colocado, o Atlético-GO, o Leão da Barra ficará essa rodada na zona de rebaixamento em 18° com 26. 

COMEÇO FORTE DOS ANFITRIÕES



-->
Nos 10 minutos iniciais, apesar das conhecidas dificuldades técnicas para armar as jogadas, a intensidade aplicada principalmente na marcação de linhas elevadas resultou em um Leão da Barra deixando o seu oponente sem muitas saídas de passe. Foi nessa pegada que, inclusive, saiu a primeira finalização mais aguda do confronto aos oito minutos quando Felipe Gedoz teve o cruzamento cortado por Charles onde ela ainda bateu em Léo Gomes e passou perto de entrar na meta de Maílson

EQUILÍBRIO PELO MENOS NA POSSE

Passado o ímpeto inicial dos baianos, o Sport conseguiu ter mais espaços principalmente na marcação e, com isso, começou a frequentar também o plano ofensivo. Porém, tinha como grande problema superar o bom posicionamento defensivo aplicado pelo Vitória que, fechando as imediações de sua grande área, só se viu ameaçado quando o zagueiro Ramon recuou mal a bola e forçou o arqueiro uruguaio Martín Rodríguez a sair do gol para afastar providencialmente.

SE DE UM LADO FALTAVA CHUTAR...

Ao contrário dos pernambucanos, o Leão da Barra parecia conseguir ser mais objetivo nas suas jogadas e, depois de boa trama onde Lucas Cândido girou na marcação e bateu de perna esquerda exigindo linda defesa de Maílson, aos 30 minutos o primeiro gol da partida saiu na Arena Fonte Nova. Após lance envolvente onde o lateral-direito Van infiltrou na grande área e bateu cruzado para boa defesa do goleiro do Sport, no rebote Anselmo Ramon estava atento e cabeceou pras redes.  

E MAIS:
ERROU, PAGOU

O começo da etapa complementar parecia mais intenso por parte dos visitantes do que vinha sendo os 45 minutos anteriores. Contudo, foi em um equívoco individual aos 11 minutos cometido por Rafael Thyere que deixou o panorama ainda mais belo para o torcedor do Nego. O zagueiro tentou fazer uma finta na frente da sua grande área e teve a bola roubada por Lucas Cândido que teve visão de jogo e tranquilidade para acionar Wesley. O avante do Vitória levantou a cabeça e bateu de esquerda para Maílson até tentar, mas não conseguir defender chute que estufou as redes no seu canto direito.

TÁ VIVO NO JOGO!

Somente quatro minutos depois de sofrer o segundo, o Sport conseguiu diminuir sua desvantagem em momento importante para não tornar sua missão ainda mais ingrata. Em jogada individual pelo lado esquerdo do ataque, Guilherme puxou pra perna boa e bateu com muita categoria e precisão no ângulo esquerdo de Martín Rodríguez que até pulou, mas nada podia fazer para evitar o golaço. 

GANHOU MORAL...

O tento rápido logo depois de sofrer o segundo (além de Pedro Carmona entrar bem na vaga do machucado Leandrinho) pareceram as injeções ideais de ânimo e confiança para o time pernambucano não apenas retomar seu domínio territorial como também transformá-lo em oportunidades de gol. Adryelson em bola cruzada na área, Pedro Carmona de fora da área, Guilherme em chute de primeira... não fosse a noite atenta de Martín e a necessidade de capricho adicional nas finalizações, o empate do Rubro-Negro recifense poderia já ter saído.

... E VEIO A RECOMPENSA

Tamanho foi o volume obtido e o uso constante das bolas paradas como arma que, aos 47, a insistência dos comandados de Guto Ferreira teve resultado prático. Em falta lateral cobrada por Pedro Carmona, a bola passou no meio de vários jogadores e foi direto para o fundo da meta de Martín Rodríguez, deixando tudo igual e fechando a conta na capital baiana.

placeholder
Facebook Lance Twitter Lance