Kalil diz que não teve interferência direta na liberação da Toca da Raposa para treinos do Cruzeiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Kalil diz que não teve interferência direta na liberação da Toca da Raposa para treinos do Cruzeiro

Angulo está emprestado ao Cruzeiro até o fim da temporada
A Raposa solicitou à prefeitura da capital mineira e conseguiu liberar o seu CT para treinamentos-(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Valinor Conteúdo - 16/05/2020 - 18:30
Belo Horizonte
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, é um dos personagens com a maior defesa do isolamento social e a não realização de evento, como o futebol, para prevenir a população contra a pandemia do coronavírus, deu explicações dos motivos por ter liberado a volta dos treinamentos no Cruzeiro.

Kalil disse que a decisão de autorizar trabalhos na Toca da Raposa II foi tomada com aval do Comitê do Coronavírus, e que não teve interferência direta na liberação para o time celeste.

- Primeiro, eu estou seguindo a ciência. Eu vou dar a notícia que vai chocar muita gente, mas, como não sou de falar mentira, quem abriu o Cruzeiro não foi o prefeito. Foi o Comitê do Coronavírus criado em Belo Horizonte, formado pelo secretário de saúde e três infectologistas - disse Kalil, em entrevista à TV Globo.


E MAIS:
Para que a Raposa conseguisse a liberação, o Comitê do Coronavírus exigiu várias medidas des segurança sanitária: retorno gradativo de funcionários que sejam de extrema necessidade;monitoramento de possíveis sintomas como tosse, febre, dor de garganta e coriza;higienização reforçada de todos os ambientes e manutenção contínua dos reservatórios de água e climatização.


O time celeste já iniciou os trâmites para voltar aos trabalhos com exames no seu elenco, comissão técnica e funcionários para detectar a presença da Covid-19. A volta do time está inicialmente programada para quarta-feira, 20 de maio.




E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance