Sobra vontade, falta experiência: Flu vê fator pesar em momento decisivo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Sobra vontade, falta experiência: Flu vê fator pesar em momento decisivo

Ayrton Lucas
Ayrton Lucas não teve boa atuação contra o Atlético-PR (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
Luiza Sá e Marcello Neves - 09/11/2018 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ)
Depois de começar 2018 com uma das médias de idade mais baixas do Campeonato Brasileiro, o Fluminense conseguiu se reforçar no meio do ano e apostou na experiência parar suprir as necessidades do elenco. No entanto, a pouca idade ainda não foi um problema totalmente superado. Tirando o atacante Pedro, todos os jovens já passaram por momentos de instabilidade, que ficou clara na derrota por 2 a 0 para o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

- Alguns jogadores sentiram um pouco o jogo, não renderam aquilo que era esperado, que eles rendem sempre. E não aproveitamos os melhores momentos que tivemos no jogo. No fim, quando levamos o gol estávamos bem postados. Talvez pudéssemos ter evitado mais esse gol, o que facilitava a situação da volta - declarou o técnico Marcelo Oliveira. 

O lateral-esquerdo Ayrton Lucas foi quem mais sofreu e vem sofrendo nas últimas partidas. Cotado como uma das revelações da temporada no início do ano, ele caiu muito de rendimento e agora vem sendo contestado pelos torcedores. O camisa 6 errou tudo que tentou ema Curitiba e se mostrou nervoso em diversos lances. Ele foi o segundo que mais errou cruzamentos, com cinco, marcou três faltas, e foi o líder em perdas de posse da equipe, segundo o “Footstats”.

E MAIS:
Outro que também teve problemas foi o zagueiro Ibañez. Perdido no jogo, ele acabou comprometendo o sistema defensivo tricolor, que conta com dois nomes de mais experiência e história no Flu para completar o trio. Mesmo com o baixo número de passes errados, o defensor foi, ao lado de Richard, que mais se equivocou neste quesito. 

Em outras partidas, a pouca idade acabou pesando para o insucesso tricolor. Contra o Santos, fora de casa, por exemplo, o time reserva do Fluminense tinha uma série de jogadores da base e um deles, Alex, de apenas 19 anos acabou comprometendo o jogo com um erro que originou no primeiro gol - além de errar o posicionamento no terceiro. 

Os outros dois saíram em cinco minutos. No clássico com o Vasco, Paulo Ricardo, de 24 anos, fez um pênalti com a mão na bola e colocou todo trabalho a perder. Com o Flamengo, no Maracanã, Mateus Norton, de 22 anos, entrou improvisado na lateral-direita e foi o elo mais fraco da equipe na partida. 

Apesar dos insucessos, os jovens do Fluminense ainda tem conquistados bons números na temporada. Entretanto, nos momentos decisivos da temporada, estão sendo marcados pela irregularidade. Contra o Nacional (URU), Ayrton Lucas e Ibañez tiveram boas atuações. Contra o Atlético-PR, não repetiram a boa atuação. No dia 28, na partida de volta, é a chance de dar a volta por cima. 

Facebook Lance Twitter Lance