Projeto enviado por Kalil para ajudar o Galo com arena é aprovado em BH
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Projeto enviado por Kalil para ajudar o Galo com arena é aprovado em BH

Arena MRV ainda tem pendências com órgãos municipais e estaduais
Arena MRV  está nos trâmites finais para sair do papel e iniciar as obras- (Reprodução/Atlético-MG)
Valinor Conteúdo - 03/09/2019 - 17:10
Belo Horizonte
O Atlético-MG está vencendo a maior das suas dificuldades para erguer sua sonhada arena, no bairro Califórnia, região oeste de Belo Horizonte. O clube conseguiu a aprovação na Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Belo Horizonte do Projeto de Lei (PL) 817/2019, que versa sobre a ocupação e reparcelamento de solo do terreno onde o alvinegro vai construir a Arena MRV. 

O PL 817/2019 já tinha passado pela chancela da Comissão de Legislação e Justiça com sucesso e agora será avaliado por outra comissão: a de Comissão de Administração Pública. Feito esse trâmite, o projeto será averiguado pela comissão de Orçamento e Finanças Públicas antes de chegar ao Plenário da Câmara de Vereadores da capital mineira. Esse projeto teve intervenção direta do prefeito Alexandre Kalil, ex-presidente do Galo, para que ganhasse celeridade, pois foi enviado diretamente pelo mandatário do município ao legislativo.




E MAIS:
Nesta quarta-feira,4 de setembro, a Unidade Regional Colegiada do Copam, irpa avaliar as intervenções em Áreas de Preservação Permanente (APP's), a última etapa para a obtenção do Daia, liberação condicionante para a que a Licença de Instalação da obra seja liberada para finalmente começarem os trabalhos, que estão atrasados há mais de um ano, deixando a entrega da Arena MRV para 2022.

A aprovação do projeto autoriza o Atlético intervir na área do terreno onde será o estádio e retirar parte da vegetação, que é de Mata Atlântica, para oferecer uma compensação ambiental pelo dano ao ecossistema da área.

O local que foi definido para o clube oferecer a compensação fica no Parque Nacional da Serra da Gandarela, em Rio Acima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A terra repassada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio),ligada ao do Ministério do Meio Ambiente, integrando o Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama).


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance