Daniel Alves revela desejo em sua volta ao Brasil: 'Quero ser referência'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Daniel Alves revela desejo em sua volta ao Brasil: 'Quero ser referência'

Daniel Alves - São Paulo x Grêmio
Daniel Alves concedeu entrevista exclusiva para a revista GQ deste mês (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
LANCE! - 01/10/2019 - 17:12
São Paulo (SP)
Todos sabem que Daniel Alves é um personagem de destaque dentro e fora de campo. E em sua volta ao país para defender o São Paulo, não seria diferente do que foi na Europa. Dessa forma, ele já começa a aparecer em revistas fora da rotina do futebol. Nesta quarta-feira, a "GQ Brasil" publica uma entrevista exclusiva com o capitão da Seleção Brasileira que, entre outras coisas, revelou um de seus desejos ao optar por atuar em sua pátria.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

- O Brasil precisa urgentemente de grandes exemplos em vários setores. Somos um país muito egoísta, onde se o meu estiver bom, o do outro não importa. Assim não se cria uma nação sólida e nem sensibilidade entre as pessoas. Gostaria de ser uma dessas referências, esse é meu desafio aqui - declarou o jogador são-paulino para a GQ.



Extrovertido e com personalidade peculiar, Dani Alves não costuma poupar palavras e opiniões quando acionado. Por vezes é mal visto e criticado pelo que diz e se acha injustiçado por conta da interpretação que fazem de suas falas.

- Sempre pegam as coisas ruins de qualquer frase que eu falo, mas não a mensagem completa - avaliou antes de falar de sua vocação:

- Brinco que, na verdade, sou músico e meu hobby é futebol. Quem sabe eu não lanço um álbum? - refletiu.

No clube há aproximadamente dois meses, Dani reforçou a vontade de disputar a Copa do Mundo de 2022, quando terá 39 anos. E aí sim, se for o caso, começa a pensar em parar de jogar futebol. Enquanto isso, ele curte.

- Quero ir para a Copa de 2022, depois eu penso em parar, sobretudo se o resultado for bom. Meu sonho não é conquistar cinquenta títulos, não vai caber nenhum troféu no meu caixão. Quero levar comigo sensações, momentos vividos -  concluiu o tricolor.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance