Jesus sobre concorrência no ataque da Seleção: 'Tenho que fazer gols'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Jesus sobre concorrência no ataque da Seleção: 'Tenho que fazer gols'

Gabriel Jesus
Jesus concedeu coletiva nesta quarta-feira (Foto: AFP)
LANCE! - 29/05/2019 - 15:28
Teresópolis (RJ)
Na preparação para a Copa América, a Seleção Brasileira segue concentrada na Granja Comary, mesmo que sem todos os jogadores convocados presentes. Um dos atletas que chegaram mais cedo para a preparação, Gabriel Jesus concedeu coletiva nesta quarta-feira e comentou sobre a disputa no ataque.

O atacante do Manchester City, que viveu um período complicado durante a Copa do Mundo de 2018 por conta da falta de gols, hoje disputa posição com Richarlison e Roberto Firmino no comando de ataque do Brasil. Sobre isso, Jesus falou sobre o que precisa fazer para ganhar a posição.




- Eu acredito que não mudou nada. Óbvio que quando você vem de uma Copa em que as coisas não saem boas como espera e de uma temporada que não joga tanto, acaba pensando que muda alguma coisa. Mas você tem que se aprimorar, eu venho aprimorando minhas finalizações, com o pé e a cabeça. Venho finalizando melhor. Eu quero evoluir isso. Eu nunca fui um cara que finalizou tanto a gol nos jogos. Porém, tenho em mente que como centroavante, tenho que finalizar mais, procurar mais o gol. Tenho que fazer gols - disse.

A disputa pela posição com Roberto Firmino vem desde a Copa do Mundo, onde a falta de gols de Jesus fez com que houvesse um clamor pela titularidade do atacante do Liverpool. Mas de acordo com o jogador do City, a 'rivalidade' entre os dois é somente dentro de campo.

- Sim, tenho uma boa relação com o Firmino. Nas vezes que dá, já fui no aniversário dele. Torço muito por ele. Foi um ano muito bom, foi uma disputa até a última rodada, e ainda bem que conseguimos ganhar. A briga é sadia, como sempre foi. Sou muito fã do Firmino, gosto muito da pessoa e do jogador que é, e espero que ele consiga ajudar a Seleção - afirmou.


Além da 'rivalidade' com Firmino, outro fator que ficou marcado durante as convocações anteriores foi o entrosamento de Jesus com Coutinho e Neymar, justamente nas Eliminatórias. No entanto, os três não viveram uma grande temporada em seus respectivos clubes, mas segundo o atacante, a química entre eles não foi perdida.

- Conseguimos uma vez, por que não outra? A Seleção tem jogadores de ótima qualidade, que podem resolver. Foi uma temporada difícil para os três, mas ninguém esquece de jogar futebol, mas sei da maneira que os dois jogam, e eles sabem da maneira que eu jogo. Acho que o entrosamento continua - finalizou.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance