Santos vai ganhando forma, mas demonstra fragilidades em excesso
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Santos vai ganhando forma, mas demonstra fragilidades em excesso

  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária x Santos Thiago Calil/AGIF
Russel Dias - 11/02/2018 - 06:00
Santos (SP)
O santista viveu altos e baixos de emoções no empate com a Ferroviária, no sábado. Ofensivamente, o time teve lampejos animadores, principalmente com as movimentações de Gabigol. Defensivamente, a equipe passou apuros inimagináveis se ocorressem na primeira partida da temporada.

Escalado para atuar por dentro do ataque, Gabigol puxou contra-ataques, deu velocidade ao setor ofensivo carregando a bola e abriu espaços que nem Sasha e muito menos Rodrigão fizeram na função. O camisa 10 deixou o dele e perdeu outras duas oportunidades, sinais de quem precisa readquirir ritmo. 

Mesmo assim, o resultado ofensivo do time de Jair Ventura deu esperança de melhoras ao torcedor. Vale lembrar que Copete estava suspenso, Bruno Henrique se recupera de trauma nos olhos e Vitor Bueno foi relacionado pela primeira vez após se fazer cirurgia no joelho, no ano passado.

- Gabriel jogou em dezembro pela última vez, em 17 minutos (pelo Benfica) E hoje estava muito calor, é difícil, não teve pré-temporada. Mesmo assim, fez gol e criou outras oportunidades. Sabemos que os jogadores que não fizeram pré-temporada estão um pouco atrás. Gabriel foi importante e continuará sendo. Ele se cobra bastante e com ritmo, ele fará os gols que não fez hoje - comentou o treinador.

Na defesa, houve falhas em lances de bola parada e principalmente em saídas de bola. Com o jogo empatado, o zagueiro David Braz passou apuros ao tentar sair jogando e quase perdeu a bola.

O segundo gol da Ferroviária saiu de um contra-ataque após Jean Mota perder a bola na área e reclamar de falta.

- Fizemos um primeiro tempo muito bom, de encantar, aqueles de almanaque. E pelo número de situações, queríamos mais. Criamos muito e sofremos dois gols em bate-rebate. Temos que buscar equilíbrio. Santos vinha tomando gol no começo dos jogos, não sofremos, jogamos bem, mas não fomos regulares. Resultado não foi bom, lógico, mas vamos lá. 

A zaga contou com o retorno de Gustavo Henrique, que também estreou na temporada. No meio de campo, Alison, tido como principal responsável pela marcação, cumpriu suspensão, e Vecchio foi improvisado como segundo volante, para Renato ser o primeiro.

O Santos está há três jogos sem vencer. Antes de empatar com Ferroviária e Ituano e perder para o Palmeiras, o Peixe havia vencido a Ponte Preta, fora de casa, na terceira rodada.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance