Nota 9,5: Gabigol marca em reestreia, mas Santos empata com Ferroviária
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Nota 9,5: Gabigol marca em reestreia, mas Santos empata com Ferroviária

  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
  •  Ferroviária x Santos
    Ferroviária 2x2 Santos Thiago Calil/AGIF
Russel Dias - 10/02/2018 - 18:25
Santos (SP)
Se o Santos fosse uma escola de samba na avenida, o tema do samba-enredo seria Gabigol. Mais precisamente sobre a volta do camisa 10 ao time que o revelou. No retorno do Menino da Vila à equipe, o Peixe empatou com a Ferroviária, em Araraquara, por 2 a 2. O segundo gol veio dos pés do atacante, logo após os donos da casa terem empatado e depois do juiz advertir a estrela do dia com um cartão amarelo. Veja a letra do samba-enredo candidato (à nota 9,5) na 6ª rodada do Paulistão.

ALEGORIA
Todos na arquibancada da Fonte Luminosa voltaram as atenções para Gabigol, mas quem começou fazendo a diferença para o Santos e na partida foram Daniel Guedes e Sasha. Autor do primeiro gol, Eduardo Sasha já havia levado perigo ao goleiro Tadeu com uma cabeçada. E foi assim que ele abriu o placar após cruzamento do lateral-direito.



EVOLUÇÃO
Comandada pelo técnico da seleção brasileira de futsal (PC Oliveira), a Ferroviária evoluiu até buscar o empate. Já no fim da primeira etapa, a Locomotiva pressionava o Peixe. No fim do primeiro tempo, Caju fez pênalti em Alisson. Velicka bateu e parou em Vanderlei, pegador de pênalti de outros carnavais. Mas a evolução do time da casa continuou no segundo tempo. Wellinton arrancou em contra-ataque e deu para Léo Castro, que também entrou no decorrer do jogo, para igualar o placar.

MESTRE-SALA
Como uma boa história digna de samba-enredo, o protagonista Gabigol apareceu em boa hora para o Santos. Minutos depois de levar um cartão amarelo por falta, viu Daniel Guedes arrancar do campo de defesa e lhe deixar de frente para o gol. De pé esquerdo, como muitos outros gols vistos até 2016, o Menino da Vila voltou a encantar a nação santista. Antes, ele tinha perdido duas chances.

CONJUNTO
Se o ataque da Ferroviária não dava conta de pressionar o Santos, a defesa tratou de aparecer na comissão de frente. Em cobrança de falta, Velicka lançou para o zagueiro Luan pegar de primeira, empatar e deixar o samba de Gabigol com um final não tão alegre.

ALA DA BASE
O técnico Jair Ventura mexeu bastante no time e começou a partida com cinco titulares formados na base do Alvinegro. Ao fim, terminou com seis pratas da casa. Ao todo, fora: Daniel Guedes, Gustavo Henrique, Caju, Léo Cittadini, Arthur Gomes, Rodrygo e Yuri Alberto.

NOTA: 9,5
Sem o resultado mais desejado, o Santos leva um ponto para a casa e termina a rodada na zona de classificação do Grupo D. A Ferroviária segue na lanterna do Grupo C.

FICHA TÉCNICA
FERROVIÁRIA 2 X 2 SANTOS


Local: Arena Fonte Nova, Araraquara (SP)
Data-hora: 10/2/2018 - 16h30
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público/renda: 3.861/R$ 165,160,00
Cartões amarelos: Hygor, Wellinton Júnior, Moacyr e Damaceno (FER); Daniel Guedes, Gabigol, Jean Mota e Rodrygo (SAN)
Cartões vermelhos:
Gols: Sasha (28'/1ºT) (0-1); Léo Castro (18'/2ºT) (1-1); Gabigol (20'/2ºT) (1-2); Luan (31'/2ºT) (2-2)

FERROVIÁRIA: Tadeu; Alisson, Patrick, Luan e Daniel Vançan (Marco Damaceno, aos 29'/2ºT); Bruno Silva, Moacyr e Velicka; Misael (Wellinton Júnior, aos 8'/2ºT), Hygor e Eliandro (Léo Castro, intervalo). Técnico: PC de Oliveira

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, David Braz, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Vecchio (Léo Cittadini, aos 17'/2ºT) e Jean Mota; Arthur Gomes (Rodrygo, aos 27'/2ºT), Sasha e Gabigol (Yuri Alberto, aos 36'/2ºT). Técnico: Jair Ventura

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance