PSG erra muito, perde de virada para o Montpellier e intensifica crise
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

PSG erra muito, perde de virada para o Montpellier e intensifica crise

Montpellier x PSG
PSG segue em crise (Foto: AFP)
LANCE! - 30/04/2019 - 15:56
Paris (FRA)
O PSG segue em uma fase terrível na temporada. Os parisienses perderam mais uma, nesta terça-feira, pelo Campeonato Francês. De virada, o Montpellier venceu, por 3 a 2, com gols de Camara, Darlot e Kimpembe (seu segundo gol contra em dois jogos). Os gols da equipe da casa saíram após erros coletivos e individuais. Após perder a Copa da França, para o Rennes, o PSG continua em momento turbulento. Neymar, que agrediu um torcedor na final, teve uma atuação apagada.

GOL CONTRA
Em crise, após perder o título da Copa da França e ver Neymar agredir um torcedor, o PSG começou a partida mais ofensivo em busca do resultado. Em grande jogada coletiva, Bernat recebeu, em velocidade, cruzou forte e Oyongo fez contra, ao tentar impedir que a bola chegasse em Draxler.


DE NOVO
O PSG tinha mais posse de bola (67% a 33%), mas o Montpellier era mais eficaz. No primeiro tempo foram seis chutes, com três na direção do gol, enquanto os parisiense não chutaram nenhuma bola na direção de Buffon. Com isso, os visitantes chegaram ao empate, com gol contra de Kimpembe, o segundo do zagueiro em dois jogos.

GOLAÇO
Ciente do que uma nova derrota podia trazer ao grupo, o PSG voltou bem para o segundo tempo. Tuchel tirou Kurzawa e colocou Choupo-Moting para aumentar a ofensividade. Os parisienses conseguiram a virada. Marquinhos disputou a bola na área, Di Maria pegou a sobra e driblou lindamente o goleiro para completar para o gol vazio.

SEGUE A CRISE
​O Montpellier não se entregou, apesar da desvantagem no placar e, em cinco minutos, fizeram dois gols. O empate veio com Darlot, que arrancou e bateu na saída de Buffon. A virada veio aos 40 minutos da segunda etapa, a zaga do PSG, distraída, saiu muito mal, o Montpellier recuperou a bola e Camara sacramentou a vitória e a crise dos parisienses.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance