Apesar de derrota, Tenório não fecha as portas: 'Continuarei à disposição'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Apesar de derrota, Tenório não fecha as portas: 'Continuarei à disposição'

Ricardo Tenório
Ricardo Tenório destacou a democraticidade das eleições (Foto: Marcello Neves/Lancepress!)
Joel Silva e Sergio Santana - 08/06/2019 - 20:52
Rio de Janeiro (RJ)
O Fluminense tem um novo presidente. Após eleições realizadas neste sábado, nas Laranjeiras, a maioria dos sócios decidiram que Mário Bittencourt vai ocupar o cargo pelos próximos três anos e meio. Apesar disto, Ricardo Tenório, da chapa que foi derrotada, destacou a honestidade das votações.

- Eu fico muito tranquilo e muito feliz que esteja passando por isso de uma forma limpa, democrática e positiva. A gente vive um momento muito difícil, eu preguei na campanha a união. Eu espero que a gente entenda que, se não estivermos unidos, não sairemos dessa situação. Então, independente do resultado, é importante a gente estar unido, para sempre e pelo bem do Fluminense - afirmou.

Tenório, inclusive, não descartou ajudar - caso seja chamado - na gestão de Mário Bittencourt, já que, de acordo com suas palavras, quer o melhor para o Fluminense.



- Sempre que fui chamado, servi ao Fluminense. Eu sempre estive à disposição do Fluminense e sempre continuarei, não muda nada - admitiu.

Antes do resultado final, Pedro Abad, que não apareceu publicamente, chamou Mário Bittencourt, Ricardo Tenório e os respectivos vices para uma reunião na sala do presidente. O candidato da Chapa "Libertadores" falou sobre o evento.

- O presidente (Pedro Abad) chamou para uma breve passagem de quem fosse o vencedor, passando algumas considerações e foi só nesse sentido. Como é mudança imediata, o presidente assume na segunda-feira, ele colocou alguns pontos. Nada de grave, é só uma situação que quer uma mudança, a principal é o tesoureiro, que tem ter imediatamente um tesoureiro para poder assinar - confessou.

E MAIS:
Mesmo com o resultado negativo, Tenório destacou a necessidade de uma transição rápida entre os presidentes para tentar solucionar os problemas o mais rápido possível

- Em função dessa correria toda e o Fluminense nesta situação, a sensação é de que a gente tenha uma transição rápida. Que a gente possa dar essa continuidade e combater esses problemas de forma imediata - completou.

Conselho
Como Mário Bittencourt teve o dobro de votos em relação a Ricardo Tenório, a Chapa "Tantas Vezes Campeão" vai ocupar as 150 vagas do conselho. Por consequência, a chapa "Libertadores" não terá direito a colocar nenhuma pessoa no CoDe.

- Eu não seria conselheiro, mas evidentemente o próximo presidente terá que ter o apoio de todos os tricolores. A gente passa por um momento difícil e se não houver uma união nós não vamos conseguir sair dessa situação - afirmou.

Facebook Lance Twitter Lance