Exagero? Seis motivos para apoiar ou discordar de protesto palmeirense
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Exagero? Seis motivos para apoiar ou discordar de protesto palmeirense

Protesto Palmeiras
Torcedores chamaram o time de "pipoqueiro" e xingaram jogadores, técnico e diretoria no sábado (William Correia)
William Correia - 30/07/2019 - 12:57
São Paulo (SP)
O Palmeiras decide nesta terça-feira seu destino na Libertadores, diante do argentino Godoy Cruz, e na expectativa do ambiente que encontrará no Allianz Parque. Torcedores já cobraram o time na semana retrasada, em Fortaleza, após a eliminação na Copa do Brasil, e intensificaram os protestos na porta do estádio do Verdão, no sábado, após empate diante do Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. A classificação às quartas de final da Libertadores virou "obrigação".

Será que é exagero um clima tão pesado para o atual campeão brasileiro? O LANCE! aponta abaixo três motivos para se concordar com os protestos, e outros três para reprová-los:



E MAIS:
SEGUIDAS ELIMINAÇÕES EM MATA-MATA

Internacional x Palmeiras
Inter foi o último a eliminar o Verdão em mata-mata (Ricardo Duarte)
Apesar de ter vencido dois dos últimos três Brasileiros, sendo vice em 2017, o Palmeiras não conquista um torneio de mata-mata desde a Copa do Brasil de 2015. De lá para cá, só chegou a uma final no Paulista de 2018, perdido para o arquirrival Corinthians, no Allianz Parque. Com Luiz Felipe Scolari, que só ganhou competições com playoffs nas duas passagens anteriores pelo clube, são quatro fracassos no modelo: caiu nas semifinais da Libertadores e da Copa do Brasil de 2018 e do Paulista de 2019 e nas quartas de final da Copa do Brasil deste ano. Em um elenco exaltado com tantas peças, nem o calendário é desculpa para o mau desempenho.


QUEDA DE RENDIMENTO JÁ PREJUDICOU EM COPA DO BRASIL E BRASILEIRO

Ceará x Palmeiras
Time perdeu invencibilidade diante do Ceará (LC Moreira/Lancepress!)
O Palmeiras que acumulava recordes no primeiro semestre caiu tanto de rendimento que, com seis partidas disputadas depois da pausa da Copa América, já sente o prejuízo. O time foi eliminado, nos pênaltis, para o Inter, nas quartas de final da Copa do Brasil, encerrando uma sequência de 1200 minutos de Luan e Gómez sem sofrerem gol atuando juntos. Depois, acabou com uma invencibilidade de 33 rodadas no Campeonato Brasileiro, diante do Ceará, somou dois pontos em nove possíveis no torneio neste semestre e viu o Santos, que estava cinco pontos atrás, ultrapassá-lo na liderança, agora com dois pontos de vantagem.


FALTA DE CENTROAVANTE QUE SEJA INCONTESTÁVEL

Henrique Dourado Palmeiras
Henrique gerou protestos (Bruno Ulivieri/Ofotografico/Lancepress!)
O clube que se destaca com contratações segue com uma carência na referência do ataque. Deyverson vive má fase e Borja fez gol na terça-feira passada após sete meses de jejum, e Felipão pouco tem dado chance a Arthur Cabral, vindo do Ceará. Para piorar, a solução encontrada para o setor foi Henrique Dourado, centroavante que chega sem nenhum custo, nem de salário, emprestado pelo Henan Jianye, da China, até dezembro. Ele carregou a marca de ser artilheiro do Palmeiras quase rebaixado no Brasileiro de 2014 e gerou intensa reprovação nas redes sociais, mas já treina com o elenco. Apenas nesta terça-feira o Verdão acertou a contratação do atacante Luiz Adriano, ex-Milan, Internacional e Seleção Brasileira, para ser o grande nome do ataque.


SEGUE FORTE NA BRIGA PELO BRASILEIRO

Palmeiras x Vasco
Palmeiras virou o vice-líder (EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM)
A Copa do Brasil já foi, mas o Palmeiras não precisa nem vencer nesta terça-feira para se classificar na Libertadores - como a ida, na Argentina, ficou 2 a 2, basta um 0 a 0 ou 1 a 1, já que gol fora de casa é critério de desempate. No Campeonato Brasileiro, apesar da queda para o segundo lugar, o torneio teve somente 12 rodadas disputadas e restam 26 para tirar a desvantagem de dois pontos para o Santos, sendo que ainda haverá um novo clássico diante da equipe de Sampaoli, goleada por 4 a 0 pelo Verdão no encontro do primeiro turno. O atual campeão está, definitivamente, muito vivo na briga pelo título.


SÓ CAIU EM MATA-MATA NESTE ANO NOS PÊNALTIS

Internacional x Palmeiras
Palmeiras não foi eliminado no tempo normal (Divulgação/Palmeiras)
Apesar de ser chamado de "pipoca" em mata-mata, o Palmeiras, neste ano, lutou definitivamente até a última possibilidade antes de ser eliminado. Tanto a queda para o São Paulo, nas semifinais do Campeonato Paulista, quanto diante do Inter, nas quartas de final da Copa do Brasil, foram nos pênaltis. O último critério de desempate se deu no Estadual após dois 0 a 0 e, no torneio nacional, vitória e derrota por 1 a 0. Ou seja: a equipe não foi superada em campo nos 180 minutos, mesmo que ouça alguma crítica por seu desempenho. Não é um time facilmente vencido em playoffs, apesar do número de eliminações.


SONHO DA LIBERTADORES CONTINUA VIVO

Borja Palmeiras
Verdão tem vantagem para avançar nesta terça (Agência Palmeiras)
Uma música conhecida da torcida é de "a taça Libertadores é obsessão". E esse torneio tão desejado ainda está bem possível para o Palmeiras. A equipe estabeleceu a melhor campanha da fase de grupos e, apesar de um primeiro tempo sofrível, chegando a estar perdendo por 2 a 0 e precisando de uma defesa de pênalti de Weverton, alcançou o 2 a 2 na ida, diante do Godoy Cruz, em Mendoza. E, como já foi dito, não é preciso nem vencer nesta noite para o Verdão estar nas quartas de final da competição pelo segundo ano seguido.


Facebook Lance Twitter Lance