Comissão de Atletas do COB define Yane Marques como presidente
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Comissão de Atletas do COB define Yane Marques como presidente

Yane Marques, porta-bandeira do Brasil nos Jogos do Rio
Yane Marques recebeu 73% dos votos para presidência da Comissão de Atletas (Foto: Rodolfo Buhrer/COB)
LANCE! - 13/01/2021 - 12:57
Rio de Janeiro (RJ)
A nova Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (CACOB) iniciou oficialmente seus trabalhos na última terça-feira. A primeira reunião do novo colegiado elegeu Yane Marques, bronze em Londres 2012 no pentatlo moderno, como presidente e Fabiano Peçanha, semifinalista nos 800m em Pequim 2008 e Londres 2012, como vice. O encontro foi realizado virtualmente, por conta da pandemia.

Yane e Fabiano sucedem, respectivamente, Tiago Camilo, do judô, prata nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000 e bronze em Pequim 2008, e a própria Yane.

- A experiência que tive nos últimos quatro anos somou muito para me encorajar a tomar a decisão de concorrer à presidência da CACOB. Ter sido membro do Conselho de Administração, estar à frente da Secretaria Executiva de Esportes do Recife e ter feito o Curso Avançado de Gestão Esportiva, do COB, me agregaram muito como gestora, carreira na qual estou investindo. Agora, como presidente, sei das minhas atribuições e responsabilidades. Estou preparada para esse desafio - diz Yane, que recebeu 73% dos votos. Diogo Silva, do taekwondo, e Bárbara Seixas, do vôlei de praia, tiveram 11% cada.



E MAIS:
- Fiquei muito honrado em ter sido eleito para essa importante missão. Acredito que o engajamento que tive com a Comissão nos últimos quatro anos contou muito para essa votação. A CACOB do último ciclo foi da construção, que consolidou a responsabilidade. Agora, depois da abertura que tivemos na gestão Paulo Wanderley, os integrantes da atual Comissão vão poder dedicar muito mais energia para os atletas porque o espaço já foi conquistado - diz Fabiano Peçanha, que teve 60% dos votos, seguido por Rodrigão, do vôlei, com 24%, e Fernanda Nunes, do remo, com 16%.

A eleição da CACOB para o ciclo 2021-24, em novembro, bateu recorde de candidaturas (62) e votantes (374), o que corresponde a 66% do total de atletas-eleitores aptos a votar. O número é mais que o dobro da participação registrada em 2016, quando 170 atletas votaram (pouco mais de 27% do total).

A Comissão de Atletas tem 13 homens e 12 mulheres. Houve um recorte para garantir a equidade de gênero entre os eleitos, já que foram escolhidos os 10 homens e 10 mulheres mais votados, além do campeão de votos (Diogo Silva), entre os atletas que participaram das últimas edições de Jogos, e os dois homens e duas mulheres mais votadas entre os esportistas que participaram de Jogos anteriores a 2012.

Houve também um limite máximo de dois atletas por Confederação entre os atletas que tenham participado de Londres 2012, Sochi 2014, Rio 2016 e/ou PyeongChang 2018 e também de dois atletas por Confederação entre os quatro que tenham participado exclusivamente de Jogos anteriores a Londres 2012. Assim, 16 Confederações estão representadas na CACOB: Atletismo, Basquete, Boxe, Canoagem, Desportos Aquáticos, Desportos no Gelo, Ginástica, Handebol, Pentatlo Moderno, Remo, Rugby, Taekwondo, Tênis, Tiro Esportivo, Vela e Vôlei.

- Agradeço ao Tiago Camilo pela condução da Comissão de Atletas que encerra um mandato que contribuiu muito para a consolidação da participação dos atletas na gestão do esporte brasileiro, deixando um legado muito bonito para os que assumem. Muitas coisas foram implementadas e tenho certeza que a nova comissão desempenhará melhor ainda suas ações. Fazemos parte de uma corrente, em que todos somos elos, forte e unida para colocar o esporte olímpico no local que ele merece. Dou boas-vindas a todos e parabenizo a Yane e o Fabiano - disse Paulo Wanderley, presidente do COB, durante a primeira reunião da CACOB.

Facebook Lance Twitter Lance