Conheça o Real Valladolid, clube comprado por Ronaldo Fenômeno
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Conheça o Real Valladolid, clube comprado por Ronaldo Fenômeno

  •  Ronaldo Valladolid
    Na última segunda-feira, Ronaldo foi anunciado como novo dono do Real Valladolid, após comprar 51% das ações do clube (Foto: Reprodução)
  •  título da segunda divisão espanhola pelo Real Valladolid na temporada 2017-18
    O título principal da equipe é a Copa da Liga Espanhola, conquistado em 1983-84 Reprodução
  •  Valladolid x Barcelona
    Valladolid enfrentou o Barcelona pela segunda rodada da La Liga, mas acabou derrotado por 1 a 0 ​ BENJAMIN CREMEL / AFP
Paula Vieira - 05/09/2018 - 15:37
Rio de Janeiro (RJ)
O dia de mudança chegou ao Real Valladolid. Na última segunda-feira, o ex-atacante da Seleção Brasileira e bicampeão mundial, Ronaldo, foi anunciado como novo dono do clube espanhol após oficializar a compra de 51% das ações do mesmo. Com o acordo fechado, o brasileiro assume a presidência do conselho administrativo do time apostando em um projeto competitivo, transparente, revolucionário e social, que tenha espaço para a participação da torcida, enquanto Carlos Suárez permanece como presidente do clube.

- Com a união de todos estou convencido de que será difícil ganhar de nós. Queremos crescer até onde nosso sonho permitir. Quero que todos participem do clube e convido a torcida para participar desse projeto. Dando ideias, opiniões, críticas e esperanças. Quero que todos façam parte do presente e do futuro do Valladolid - declarou Ronaldo durante sua apresentação no clube espanhol.

História do Real Valladolid


Real Valladolid campeão da segunda divisão espanhola em 1947-48
Real Valladolid campeão da segunda divisão espanhola em 1947-48 (Foto: Site Oficial Real Valladolid)
Criado a partir da fusão dos times Real Unión Desportiva e Club Desportivo Español, o Real Valladolid leva o nome da cidade onde foi fundado em 20 de junho de 1928. (No período, o clube era presidido por Pedro Zuloaga Mañueco e treinado pelo húngaro Esteban Platko, que acompanhou o primeiro jogo da equipe albivioleta com vitória por 2 a 1 sobre o Alavés, em confronto realizado no Campo da Sociedade Taurina, no dia 22 de setembro de 1928.)

O primeiro grande passo da equipe mais importante de Castela e Leão no futebol espanhol foi na temporada 1947-48, quando sagrou-se campeã da segunda divisão e consequentemente foi classificada para a primeira, hoje conhecida como La Liga. No ano seguinte, outra conquista foi o vice da Copa del Rey, após perder a final para o Athletic Bilbao com o placar de 4 a 1. O time permaneceu na liga principal durante uma década, até ser rebaixado em 1958-59 e se tornar campeão da segunda divisão novamente, sob comando de José Luis Saso, figura importante na história do clube também como goleiro e até presidente.

Após mais duas temporadas na primeira divisão, a equipe viveu um período oscilante, com participações na segunda divisão e até na terceira (1970-71) antes de retornar à elite em 1980. A boa fase durou 12 anos. Nela, o Valladolid faturou o título da Copa da Liga Espanhola de 1984, participou da Copa da UEFA (1984-85) e foi vice-campeão da Copa del Rey (1988-1989). Porém, uma nova queda foi sofrida ao fim do ciclo e o time blanquivioleta retornou à La Liga em 2004 após conquistar o título da segundona sob comando de Felipe Mesones. Desde então foram seis temporadas disputando a primeira divisão e nove na segunda, sendo a última em 2017-2018.

Neste período o ano de maior destaque do Valladolid na segunda divisão foi em 2006-2007, quando o clube colocou nas mãos do técnico José Luis Mendibar o desafio de voltar à divisão principal e o espanhol cumpriu o papel. Naquele ano, o time subiu ao topo da tabela na 15ª rodada e encerrou sua participação na disputa com 88 pontos, maior somatório já visto na história da liga. Além disso, o Valladolid ficou invicto em 29 jogos consecutivos e voltou a surpreender na Copa do Rey com a classificação para as quartas de final.


Real Valladolid vence segunda divisão espanhola em 2007 com quebra de recordes
Real Valladolid vence segunda divisão espanhola em 2006-07 com quebra de recordes (Foto: Reprodução)
Em 2017-18, o 13ª melhor time da Espanha voltou à primeira divisão após quatro anos ao vencer o Sporting Gijón e o Numancia nos playoffs.

Situação atual
​Atualmente, a equipe disputa a La Liga (primeira divisão do campeonato espanhol) graças a uma campanha surpreendente na última temporada: Após quatro anos fora da primeira divisão, o Valladolid passou a maior parte da disputa afastado da zona dos playoffs e não era nem de longe o favorito ao título da segundona.

O peso de estar na segunda divisão pela quinta vez consecutiva já pesava, mas os Blaquivioletas se recuperaram nas últimas três rodadas e se classificaram às semifinais, vencendo o Sporting Gijón. Na decisão, a equipe comandada por Sergio Gonzáles encaminou a classificação no jogo de ida, com vitória por 3 a 0 sobre o Nuancia, com gols de Kiko Olivas, Pablo Hervías e Óscar Plano. Na volta, o empate em 1 a 1 garantiu a a vaga ao Valladolid.


Valladolid garante vaga na primeira divisão após classificação nos playoffs
Valladolid garante vaga na primeira divisão após classificação nos playoffs (Foto: Reprodução)
Na atual temporada, o Valladolid disputou três jogos pelo campeonato espanhol. Destes, foram dois empates sem gols, com Girona e Getafe, respectivamente, e uma derrota para o Barcelona pelo placar de 1 a 0. O desempenho deixa a equipe na 16ª colocação, com dois pontos, sete a menos que o time catalão, líder da La Liga.

Estádio José Zorrilla


Estádio José Zorrilla
O Real Valladolid manda seus jogos no Estádio José Zorrilla (Foto: Jason Hawkes / Real Valladolid)
Palco dos jogos com mando de campo do Valladolid, o Estádio José Zorrilla foi inaugurado no dia 20 de fevereiro de 1982 para sediar a Copa do Mundo, realizada na Espanha. Com capacidade para receber 26.512 torcedores, o local teve como sua primeira partida a disputa entre Real Valladolid e Athletic Club, que terminou com vitória por 2 a 1 para os blanquivioletas, com gol de estreia marcado por Jorge Enrique Alonso.

Durante o Mundial de 82, o local sediou três confrontos do Grupo D, formado por Inglaterra, França, Kuwait e Tchecoslováquia. No mesmo ano, recebeu a final da Copa do Rei. Além disso, o Estádio José Zorrilla já foi casa da seleção espanhola em três oportunidades, sendo dois jogos amistosos e um oficial (Espanha 2 x 0 Estados Unidos - 1992 - Amistoso; Espanha 1 x 0 Republica Checa - 1997 - Eliminatória da Copa do Mundo da França 1998; Espanha 3 x 2 Costa do Marfim - 2006 - Amistoso). Nos anos de 2016 e 2017, também foi palco das finais do Rugby King's Cup.

Títulos conquistados


título da segunda divisão espanhola pelo Real Valladolid na temporada 2017-18
A principal conquista do Real Valladolid é a Copa da Liga Espanhola de 1983-84 (Reprodução)
Entre seus títulos estão uma Copa da Liga Espanhola (1983-84), três taças da Série B espanhola (1947-48, 1958-59 e 2006-07) e outras quatro da Série C (1932-33, 1933-34, 1945-46 e 1946-47). A equipe também ganhou a Copa da Federação 52/53, participou de duas edições da Copa da UEFA (1984/85 e 1997/98 ) e foi vice-campeã da Copa del Rey duas vezes ( 1949/50 e 1988/89).

Relembre 10 jogadores brasileiros que passaram pelo time:
Júlio César - O zagueiro maranhense nunca chegou a defender um clube brasileiro, mas despertou a atenção do Real Valladolid após bom desempenho no futebol hondurenho. Atuou no clube espanhol entre 1996 e 1999.

Guilherme Fioravanti - Nascido em São Paulo, o lateral-esquerdo atuou no time B do Valladolid durante as temporadas de 2012-13 e 2013-14, mas não teve destaque no time e foi transferido para o carioca Bangu.

Diego Costa - Nascido em Sergipe e naturalizado espanhol, o atacante foi contratado pelo Atlético de Madrid em 2007 e foi emprestado para diversas equipes, entre elas, o Valladolid, onde se destacou em 2009 ao disputar 36 jogos e marcar nove gols, de acordo com o Transfermarkt.

Luís Eduardo Quadros Lima - Nascido no Rio Grande do Sul, o zagueiro foi contratado em 1991, mas teve passagem curta pela equipe, disputando cerca de 25 jogos antes de assinar com o Palmeiras.

Cuca - Hoje técnico do Santos, o curitibano Cuca viveu no Real Valladolid a sua primeira experiência fora do Brasil e atuou na equipe durante seis meses na temporada 1990-1991.

Rodrigo Fabri - Nascido em Santo André (São Paulo-SP), o meia foi comprado pelo Real Madrid em 1998 e passou por uma série de empréstimos, entre eles para o Valladolid, onde se destacou e foi eleito revelação da La Liga em 1999-2000. No ano, a equipe terminou em oitavo, a nove pontos de distância do Real Madrid.

Nivaldo - O zagueiro baiano teve uma passagem curta e não muito feliz pelo Valladolid. Contratado em 2009, Nivaldo defendeu a equipe na La Liga, mas não resistiu ao rebaixamento no ano seguinte e deixou a Pucela após disputar aproximadamente 25 jogos.

Edu Manga - Nascido em Osasco, Edu Manga chegou ao Real Valladolid em 1996 e se destacou na equipe naquela temporada, tendo disputado 37 jogos, entretanto foi abalado por problemas contratatuais ocorridos após a morte do presidente Marcos Fernández e se despediu do time na metade da temporada 1997-98.

Ivan Rocha - Natural de São Paulo, o ex-zagueiro foi transferido para o Valladolid em 1992, após realizar uma grande campanha pelo Tricolor Paulista. O clube espanhol contou com o brasileiro durante dois anos e, neste período foram 66 jogos disputados e aproximadamente 13 gols marcados, de acordo com o OGol. O defensor voltou a ser emprestado pela equipe em 1996, mas não teve o mesmo desempenho.

Túlio de Melo - Um dos astros da campanha de recuperação da Chapecoense, o atacante mineiro teve curta passagem pela equipe de Valladolid antes de embarcar para a capital catarinense. Pelo time espanhol, Túlio de Melo disputou apenas 11 jogos e marcou dois gols, de acordo com o Transfermarkt.


Facebook Lance Twitter Lance