menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Euriquinho diz que Nenê precisa vencer duas etapas para voltar ao grupo

Euriquinho - Vasco
Euriquinho diz que Nenê precisa convencer Milton e grupo para voltar (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Hugo Mirandela - 08/08/2017 - 19:55
Rio de Janeiro (RJ)
O meia Nenê pode ser reintegrado ao grupo do Vasco está semana, mas para isso precisa vencer mais duas etapas. Em coletiva na noite desta terça-feira, o vice-presidente explicou que o jogador já deu o primeiro passo, que era se reunir com a diretoria e reafirmar seu desejo de ficar no clube. Agora, ele precisa

- Divido em três etapas esse processo de reintegração. A primeira uma conversa com a diretoria e o presidente reafirmando o interesse de jogar no Vasco, porque aqui só joga quem quer. Isso já aconteceu. Esse primeiro passo foi superado. Agora o atleta precisa superar o segundo passo, que é conversar com o treinador, mostrar que entende as decisões do treinador e está interessado em voltar ao grupo, cumprir as regras, como qualquer um do grupo, que pode jogar e não jogar, ser substituído. Depois disso, precisa ser aceito pelo grupo de jogadores. Reconhecer que erou, que quer voltar e o grupo aceite isso. O Nenê se distanciou do clube, do treinador e dos atletas. Se todas elas forem superadas, teremos ele de volta ao grupo - explicou Euriquinho.

O vice-presidente de futebol cruz-maltino explicou os motivos para o afastamento de Nenê. Segundo ele, Nenê ficou sem jogador porque queria sair do clube, e depois de duas propostas que não foram seladas, o jogador pediu para ser reintegrado ao grupo e agora precisa cumprir algumas etapas.

- No caso Nenê, vamos colocar alguns pingos nos 'is'. Estão se encontrando aí justificativa para o atleta não fazer parte do clube. De maneira simples e objetiva o clube comunicou que o jogador pediu para sair do time. Quem tirou o Nenê do clube foi o jogador. Ele pediu para sair, ele pediu para não jogar. Ele apresentou uma proposta de um clube espanhol, a proposta caiu. Passou alguns dias, apareceu uma proposta de um clube italiano, fizemos uma acerto financeiro, porque a proposta era menor do que a do clube espanhol, mas passarem alguns dias ela caiu também . Agora o atleta estava fora do time porque queria rescindir o contrato. Passaram alguns dias, não tinha proposta, o atleta pede para ser reintegrado ao grupo. Nada além disso é verdade - revelou Eurico Brandão, que saiu em defesa de Milton Mendes.

Não adianta cobrar do treinador e da diretoria o afastamento do Nenê, ele não foi afastado pela gente, ele se afastou. Agora começo o processo de reaproximação dele. Claro que conversamos com o Milton sobre isso. O Milton não poderia falar do Nenê porque o jogador quem pediu para ir embora. O que o Milton poderia fazer é esperar. Ele ainda apanhou por uma coisa que ele não fez - completou.

Euriquinho disse ainda que Nenê foi cobrado por conta de algumas indisciplinas, como reclamar de ser substituído. De acordo com ele, o jogador terá que mudar de postura se quiser voltar ao grupo.

- Nós fizemos algumas cobranças a ele. O atleta além disso cometeu alguns deslizes disciplinares, que foram sérios. que precisavam ser repreendidos e foram. O atleta tem que mostrar vontade de voltar ao grupo e uma mudança comportamental.

E MAIS:
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance