Lento, centralizado e desfalcado, ataque do São Paulo fica inofensivo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Lento, centralizado e desfalcado, ataque do São Paulo fica inofensivo

Sao Paulo x Gremio
Daniel Alves pouco pôde fazer para o São Paulo neste sábado (Foto: Marcello Fim/Ofotografico/Lancepress!)
Alexandre Guariglia - 31/08/2019 - 13:30
São Paulo (SP)
Manhã ensolarada, público enchendo as arquibancadas do Morumbi e possibilidade de subir na tabela do Brasileirão. Parecia o jogo perfeito para o São Paulo arrancar uma importante vitória sobre o Grêmio quase todo reserva, dentro de casa. No entanto, os desfalques são-paulinos atingiram significativamente os planos e o time não conseguiu mais do que um empate.

Se o Tricolor gaúcho tinha o objetivo de sair do estádio com pelo menos um ponto na mala, o Tricolor paulista queria vencer por conta de seus objetivos maiores no Brasileirão e o jogo, desde o início se mostrou muito mais aprazível para os visitantes, que pareciam administrar um adversário apático, com poucas ideias de jogo e sem criação de jogadas perigosas.

Para falar a verdade, até houve uma grande chance ainda no primeiro tempo, mas Antony conseguiu perder um gol incrível, compreensível para quem não estava em uma manhã inspirada e não tem o cacoete de um finalizador. E é aí que morou o problema do São Paulo: a falta de um centroavante. Sem seus possíveis candidatos, Cuca escalou Vitor Bueno, que também decepcionou.

E MAIS:
Improvisado, Bueno não fez a função de um '9', mas quebrou um galho, se movimentou e perdeu oportunidade clara de gol no segundo tempo. Tudo isso porque Pablo, Pato, Raniel e Toró, aqueles que poderiam atuar como centroavantes, estavam indisponíveis para o jogo deste sábado. Três se recuperam de lesão e outro cumpriu suspensão. A opção por Bueno acabou deixando o comando do ataque mais lento, o que também prejudicou.

Mesmo assim, com tantos desfalques importantes, que praticamente "tiraram" uma posição do time, daria para apresentar algo melhor e mais volume de jogo, principalmente com as jogadas pelas laterais, que são fortes com Juanfran e Antony, e Everton e Reinaldo. No lugar disso, a equipe insistiu em jogar pelo meio, onde o Grêmio dominou facilmente. Daniel Alves, "encaixotado", pouco pôde fazer, mas quase fez um gol sem ângulo, que o travessão impediu.

Para completar, Antony, que já não estava bem, acabou expulso após receber o segundo amarelo, facilitando ainda mais a vida do Grêmio que passou a administrar o empate, do jeito que quis desde o apito inicial do árbitro. O São Paulo, caso queira continuar brigando por títulos, precisa evitar chegar a um jogo importante como o deste sábado com tantos desfalques decisivos. Pelas contas de Cuca, certamente os pontos perdidos serão muito sentidos.


Facebook Lance Twitter Lance