'Ele ia jogar, eu ia junto. Dava gosto de ver', diz pai de Athila Paixão, uma das vítimas de tragédia no Fla
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Ele ia jogar, eu ia junto. Dava gosto de ver', diz pai de Athila Paixão, uma das vítimas de tragédia no Fla

Athila Paixão - Flamengo
Athila Paixão, em ação pelo Flamengo (Foto: Reprodução / Twitter)
LANCE! - 08/02/2019 - 16:24
Rio de Janeiro (RJ)
Aos 14 anos de idade e no Flamengo desde abril de 2018, Athila Paixão teve o sonho de infância interrompido precocemente nesta sexta. O garoto é uma das vítimas da tragédia no CT Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. 

Pai de Athila, Damião Santos Paixão conversou com a reportagem do SporTV, direto do Povoado Brasília, no município de Lagarto, em Sergipe, terra natal do jovem atacante. Damião detalhou o potencial do filho, pouco depois de ser informado de sua morte através da assistente social do Flamengo. 

- Muito habilidoso desde pequeno, diferenciado. Participou de uma escolinha em Lagarto, foi disputar uma Copa Zico há pouco mais de um ano, mais de dois clubes se interessaram. Ia treinar eu ia junto. Ia jogar eu ia junto. Dava gosto de ver ele jogar - disse Damião, completando: 

- Falava com ele toda noite, só dormia quando falava com ele. Perguntei como ele estava, disse que ia treinar no Maracanã e que estava bem.

Athila Paixão - Flamengo
Athila Paixão tieta Vitinho (Foto: Reprodução / Twitter)
Athila iniciou os primeiros passos no futebol em Lagarto, em um projeto conhecido como Geração Futuro. No fim de março, Athila desembarcou no Rio de Janeiro para realizar testes no Flamengo, que, em abril, o informou a respeito da aprovação para ser atleta do clube. 

Conforme salientou o pai do jovem atleta, Athila atuou na  Copa Zico de 2018 e se destacou, com três gols marcados. 

O incêndio, cabe frisar, atingiu o local onde fica o alojamento das categorias de base do Flamengo por volta das 5h (de Brasília) e deixou dez mortos e três feridos. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance