Ainda dá? Semelhança com 2009 pode fazer Fla acreditar no título
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Ainda dá? Semelhança com 2009 pode fazer Fla acreditar no título

Dorival Junior - Flamengo
Flamengo tem seis rodadas para tirar diferença de seis pontos do Palmeiras (Gilvan de Souza / Flamengo)
Alexandre Araújo e Matheus Dantas - 06/11/2018 - 06:25
Rio de Janeiro (RJ)
A seis rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras lidera e o Flamengo está seis pontos atrás. A narrativa tem ar de atual, mas tem nove anos. Após a 32ª rodada da edição de 2009 da competição nacional, o Palmeiras liderava, com 57 pontos, e o Flamengo, com 51, era o sexto, mas terminou com a mão na taça. As coincidências se tornam um alento aos rubro-negros para acreditar que ainda é possível chegar ao lugar mais alto do pódio em 2018, quando está em terceiro, com 60 pontos, e o Verdão tem 66.

Comandante daquela campanha vitoriosa, Andrade lembra que o Flamengo, à época, surpreendeu muita gente e ressaltou que o time ganhou confiança na reta final do Brasileiro. Campeão como jogador e técnico, o ex-volante foi enfático ao afirmar que é possível o Rubro-Negro ser campeão.

- Acho quer os jogadores têm de acreditar até o final, foi o que fizemos naquele ano. Acreditávamos que podíamos chegar. A princípio, diziam que a briga era pela Libertadores, mas a partir do momento que os resultados foram acontecendo, o time foi ganhando confiança. É possível, tem de acreditar. As chances são boas. São seis jogos, ou seja, 18 pontos. Pode acontecer muita coisa - garante.


Andrade, ex-técnico do Flamengo
Andrade foi o técnico campeão de 2009 (Foto: Arquivo)
O ex-treinador rubro-negro salientou a qualidade do atual elenco do Flamengo e lamentou o fato de o time ter perdido boas chances contra Palmeiras e São Paulo, nas duas últimas rodadas:

- Em 2009, muita gente desacreditava. Hoje, tem um time com jogadores de qualidade, um banco forte. Nada está perdido, ainda mais para um time com a grandeza do Flamengo. Quando eu subi, eram 12 pontos de diferença. O nosso ponto forte foi vencermos os confrontos diretos. Além de fazermos o resultado, tínhamos uma boa postura em campo. Acho que esse time também tem (postura), está pecando na finalização. A bola, por coincidência, foi com dois jogadores que batem muito bem na bola, o Paquetá e o Vitinho.

Gol do Ronaldo Angelim - Flamengo x Grêmio 2009 (Foto: Sergio Moraes/Reuters)
Ronaldo Angelim celebra gol do título (Foto: Sergio Moraes/Reuters)
Andrade fez parte de uma geração que marcou época na Gávea. Ele defendeu a camisa rubro-negra entre 1976 a 1988 e, posteriormente, em 1990. Ele recorda que também nos tempos de jogador, o time teve momentos de superação em que terminou com o título, como no Brasileiro de 1982, quando o Fla bateu o Grêmio.

- Tivemos momentos de superação como na final contra o Grêmio. No primeiro jogo, no Maracanã, o Zico empatou no finalzinho. Muita gente achava que não venceríamos o Grêmio lá no Sul. Fomos lá e vencemos no Olímpico, quando poucos acreditavam. Fizemos um terceiro jogo bem sério, não tivemos muitas chances, mas não demos oportunidades a eles. Conseguimos vencer (1 a 0, gol de Nunes) e fizemos uma coisa que muitos apontavam como impossível - apontou.

E MAIS:
Reta final do Flamengo em 2009

Rodada 32
Grêmio Barueri 2 x 0 Flamengo - Arena Barueri, Barueri

Rodada 33
Flamengo 1 x 0 Santos - Maracanã, Rio de Janeiro

Rodada 34
Atlético-MG 1 x 3 Flamengo - Mineirão, Belo Horizonte

Rodada 35
Náutico 0 x 2 Flamengo - Aflitos, Recife

Rodada 36
Flamengo 0 x 0 Goiás - Maracanã, Rio De Janeiro

Rodada 37
Corinthians 0 x 2 Flamengo - Brinco de Ouro, Campinas

Rodada 38
Flamengo 2 x 1 Grêmio - Maracanã, Rio de Janeiro

Facebook Lance Twitter Lance