Técnico? Vasco vai ao mercado por mais: 'Precisamos reforçar a equipe'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Técnico? Vasco vai ao mercado por mais: 'Precisamos reforçar a equipe'

André Mazzuco - Vasco
André Mazzuco está há nove meses como o executivo de futebol cruz-maltino (Foto: Felippe Rocha)
LANCE! - 19/03/2020 - 14:45
Rio de Janeiro (RJ)
Em meio à paralisação geral do futebol, o Vasco procura um técnico para substituir Abel Braga. Mas não só um novo comandante deve pintar em São Januário. O diretor executivo de futebol do clube, André Mazzuco, admite a necessidade de melhorar o elenco com investidas ao mercado. Até o momento, somente o centroavante Germán Cano e o meia Martín Benítez foram contratados. Em dezembro, a perspectiva era de um zagueiro, um lateral-esquerdo e um ponta, além dos setores preenchidos.

- Estamos atentos também a essas necessidades. Independentemente da situação e dos problemas do clube hoje, procuramos monitorar, mapear e precisamos reforçar a equipe, é fato. Não é só a mudança de comando que vai trazer algo diferente. Queremos, sim, dentro da nossa possibilidade de reforçar a equipe, trazer novas opções, buscar atletas que possam, realmente, agregar com isso e nos ajudar nesse crescimento. A parada, por esse ponto, pode facilitar essa busca ou essas opções no mercado para poder reforçar a equipe - admitiu à Vasco TV.

Sobre o novo técnico, Mazzuco não deu dicas sobre quem será. Até porque o departamento de futebol, antes liderado pelo presidente cruz-maltino, Alexandre Campello, tem novamente um vice-presidente: José Luís Moreira foi oficializado, na manhã desta quinta-feira, como o titular da pasta.



- Mantemos conversas diárias com o presidente, com as pessoas envolvidas. É um momento de calma. Buscamos um perfil que entenda o Vasco, o tamanho do Vasco, a importância de estar aqui, a responsabilidade independentemente dos problemas. E que possa agregar, que possa trazer algo que nós não tivemos. Pensamos num perfil de treinador que tenha esse entendimento do clube, que possa trazer conteúdo, que possa agregar, perfil de tornar o Vasco uma equipe vencedora, como todos os treinadores que passaram aqui, e que possa entregar algo que a gente ainda não conseguiu. Esse jogo bem jogado, resultados mais consistentes é o que estamos buscando. Senão não haveria necessidade de qualquer mudança de percurso - avaliou.

Confira outros tópicos da entrevista:

Desempenho na temporada
- Naturalmente, não estamos satisfeitos com o resultado. Independentemente da classificação na Sul-Americana, e ainda temos uma partida na Copa do Brasil para reverter um resultado (primeiro jogo terminou com derrota, em casa, por 1 a 0). Nosso plano era de já estar num outro momento, apresentando melhor futebol, evolução. É óbvio que, com todos os problemas que estamos enfrentando paralelamente, chega um momento em que precisamos mostrar alguma coisa. O torcedor também espera alguma coisa. E não tivemos essa evolução. Avaliamos, tivemos a intenção de continuidade - seria importante porque quanto mais continuidade é permitida, talvez se apresente melhores resultados, por este fator. Porém, não observamos essa evolução e foi tomada essa decisão da troca no comando. O Abel é um treinador extremamente vencedor, uma pessoa sensacional. Sempre falo da parceria: quando as coisas não encaixam, as coisas são frustrante para todos. Ninguém vai fazer um início de trabalho pensando nele não dar certo. No Estadual, que é importante para o Vasco, pela história e tradição, não aconteceu. Por mais que tenha duas classificações importantes, e agora tem a Copa do Brasil, precisamos apresentar um pouco mais.

Torcida
- Um ponto importante que temos que sempre destacar, sem qualquer demagogia, é o papel da torcida do Vasco. A torcida vem acompanhando desde o ano passado as dificuldades que tivemos, vem acompanhando, esse ano, essa luta também, não está satisfeita, assim como nós, mas, ao mesmo tempo, é incrível o que a torcida consegue fazer, o quanto consegue mobilizar e apoiar os atletas, comissão, nos apoiar. Porque, mais uma vez, a torcida fica, é a razão de ser do clube e é muito bacana quando você vê esse engajamento, e isso aumenta ainda mais a responsabilidade de dar algo mais, algo melhor. Sempre falo que os problemas que o clube enfrenta são passageiros. Já vem enfrentando há muito tempo, ainda vai enfrentar e não é só o Vasco. Cabe a nós, profissionais que hoje estamos à frente, tentar buscar, trazer soluções e, realmente, lutar em prol de fazer algo melhor pelo Vasco. Porque o apoio da torcida é algo fundamental, eu não vi em outro lugar. Nos apoia nos jogos desde o início, tem esse engajamento em qualquer ação que o clube faça. O grande tesouro do Vasco da Gama é sua torcida, e é a razão de ser do clube. Por isso é uma meta, um objetivo de todos que estão no clube hoje poder entregar algo melhor, poder fazer algo mais para o clube. Para que as coisas melhorem, para que a gente possa voltar a sorrir, para que a gente possa ter mais conquistas, vitórias, para as coisas voltem a acontecer.

Cartilha
Essa parada é um fenômeno muito atípico que estamos vivenciando, obviamente traz problemas para a nossa continuidade de trabalho porque os atletas acabam deixando de treinar, assim como qualquer pessoa alterou sua rotina. De nossa parte, desenvolvemos cartilha para os departamentos, todos os setores integrados de maneira a orientar os atletas nesse período. Todos os setores do clube envolvidos, principalmente na parte de performance e cuidados se envolveu na produção desse material: departamento médico, fisioterapia, fisiologia, preparação física, nutrição, psicologia porque é um momento incomum para todos. Todos receberam esse material, todos estão orientados e mantemos contato natural e diário com todos. Também estamos aguardando as definições na sequência para entender quanto tempo isso vai durar e qual o próximo passo após finalizado esse período que o mundo todo está passando.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance