Gosto diferente: Vasco reencontra ‘camisas dez’ dos dois últimos títulos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Gosto diferente: Vasco reencontra ‘camisas dez’ dos dois últimos títulos

Nenê e Diego Souza nos títulos do Vasco
Reprodução
LANCE! - 05/08/2018 - 07:00
São Paulo (SP)
Vivendo altos e baixos nesta década, o Vasco começa a se reencontrar no futebol brasileiro com um projeto de reestruturação interna e boas contratações. Mas, enquanto os reforços não estreiam, o time de Jorginho terá a difícil tarefa de enfrentar o vice-líder São Paulo no Morumbi, pelo Brasileirão. E o torcedor vascaíno pode até não sentir mais saudades, mas certamente guarda boas recordações de dois adversários desta tarde: Diego Souza e Nenê.

Titulares e vivendo grande fase no Tricolor, os dois tiveram passagens vitoriosas na Colina. Inclusive, foram os últimos a levantarem troféus no clube - ambos como referências, vestindo a camisa 10. Nenê foi campeão e melhor jogador do último título carioca, em 2016, e Diego Souza era a principal arma do time campeão da Copa do Brasil de 2011, último título nacional do Vasco.

Será o primeiro reencontro de Nenê com a ex-equipe, e a saída ainda está fresca na memória dos vascaínos. O meia-atacante era ídolo da torcida quando pediu para deixar o clube em janeiro e, em poucos meses, virou protagonista no São Paulo. Mesmo com uma despedida conturbada, deixou sua marca: foi o artilheiro do Vasco e principal nome do time nas últimas duas temporadas.

O caso de Diego Souza é diferente: o agora centroavante rodou por Cruzeiro, Sport, Fluminense, Ucrânia e Arábia Saudita depois de sair do Cruz-Maltino.  Porém, sua passagem na Colina talvez tenha sido a mais marcante. Tanto é que o jogador quase acertou seu retorno ao Vasco no primeiro semestre, mas o negócio não foi adiante - se dependesse da torcida, o desfecho seria outro. Mesmo conhecido por sempre executar a 'lei do ex', ele já enfrentou o Vasco duas vezes e ainda não marcou gols.

Ciente da qualidade dos - hoje - adversários, Jorginho sabe o que precisa fazer para anula-los. Mas, certamente, queria a dupla do seu lado. Além de Yago Pikachu, que joga mais pelos lados, o técnico ainda busca um meia para ser a referência técnica da equipe. No último jogo, testou Evander e Wagner na criação. Contra o São Paulo, Thiago Galhardo e Giovanni Augusto serão os responsáveis no meio para buscar a vitória fora de casa.

LEI DO EX NA ZAGA? NÃO DESSA VEZ
Os ex-meias vascaínos estão confirmados, mas os dois times têm desfalques importantes na defesa. E ambos brilharam nos ex-clubes. Breno, hoje no Vasco, e Anderson Martins, hoje no São Paulo, estão suspensos e desfalcam suas equipes nesta tarde no Morumbi. Os zagueiros são os pilares dos sistemas defensivos de Jorginho e Diego Aguirre, respectivamente. O técnico vascaíno já definiu o substituto em campo.

- Breno temos que ter todo um cuidado com ele, com o joelho. Já conversei com ele sobre o cartão. Mas temos um jogador experiente como o Henriquez, que organiza bem, fala bastante - afirma Jorginho.

- Estamos trabalhando muito na comunicação entre os companheiros. Trabalho defensivo não é apenas da zaga, mas de todos os companheiros - complementa Henríquez, recém-chegado, que ganha nova chance no time.

​Breno foi revelado nas categorias de base do Tricolor e, com apenas 18 anos, foi campeão brasileiro. Foi contratado pelo Bayern de Munique, teve problemas na Alemanha e retornou ao São Paulo em 2015. Com problemas físicos, foi emprestado ao Vasco onde se reergueu e virou um dos principais nome do elenco.

Anderson Martins despontou no Vasco em 2011 depois de chegar do Vitória e foi campeão da Copa do Brasil. Rodou pelo futebol árabe, Corinthians e retornou ao Vasco no ano passado. Em janeiro, assim como Nenê, pediu para sair e acertou com o São Paulo, onde forma a defesa titular.

Facebook Lance Twitter Lance