Mudança no esquema surte efeito e jovens se destacam na primeira vitória do Vasco na temporada
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mudança no esquema surte efeito e jovens se destacam na primeira vitória do Vasco na temporada

Vasco x Macaé
Matías Galarza marcou um golaço no fim, o terceiro do Vasco sobre o Macaé em São Januário (Rafael Ribeiro / Vasco)
Felipe Melo - 25/03/2021 - 06:56
Rio de Janeiro (RJ)
Em São Januário, o Vasco comemorou a sua primeira vitóriana temporada e no Carioca. Com amplo domínio diante de uma equipe limitada do Macaé, Marcelo Cabo viu o time apresentar mais volume ofensivo e as mudanças no esquema surtiram efeito. No triunfo, jovens voltaram a se destacar e o paraguaio Matías Galarza marcou um golaço no fim. 

> Confira a classificação do Campeonato Carioca



O resultado foi justo perante os números e o domínio que o Vasco impôs, mas alguns problemas podem ser observados e corrigidos. É necessário dizer que  equipe está em formação, mas o adversário era o lanterna da competição. Apesar da boa atuação do goleiro Milton Raphael, o Cruz-Maltino precisa ser mais letal, definir a partida, e não perder tantas chances de gol.

Mudanças no esquema de acordo com o adversário

Desde a escalação, Marcelo Cabo já sinalizava mudanças táticas na equipe ao perceber que o adversário povoaria o meio-campo.Sem um centroavante de ofício, Talles ficou um pouco mais centralizado, e Gabriel Pec ocupou a faixa mais por dentro, pisando mais na área e sendo bastante produtivo a equipe. Com um homem a mais no meio-campo, o time foi superior e Marquinhos Gabriel teve liberdade por trás dos atacantes para se movimentar.

Apesar dos desfalques de Ricardo Graça, MT, Cano e Bruno Gomes, poupados, e de Ernando, lesionado, o time teve sua melhor atuação em 2021. O setor ofensivo teve mais mobilidade e não foi previsível como em outras ocasiões. Com jogadas bem trabalhadas, inclusive na bola parada, a atuação do Vasco trouxe boas opções para a sequência da temporada. Soluções táticas, mudanças de posicionamento em uma espécie de laboratório (Estadual) para formar o elenco.


E MAIS:

Mais volume de jogo e jovens tendo destaque

De acordo com os números do portal 'Footstats', os comandados de Marcelo Cabo terminaram com 64% de posse de bola, 95,4% de passes certos. Além disso, foram 23 chutes, e 11 levaram perigo à meta do arqueiro do Alvianil Praiano. Na baliza vascaína, Lucão foi mero espectador em boa parte da partida, exceto no lance do gol e em outro momento em que o jovem quase se complicou com um passe errado.

> Confira mais notícias sobre o Vasco da Gama

Ao abrir o placar com Gabriel Pec, parecia que a equipe iria fazer o resultado com tranquilidade. Minutos depois, o que se viu foi novamente a defesa falhando nas bolas aéreas e um jogador subindo com liberdade. Falha coletiva de posicionamento e marcação, que necessita ser corrigida em meio a um time em formação. Ao olhar para o setor ofensivo, a equipe de São Januário não conseguia marcar o segundo gol, e o tempo passava.

Até que aos 37 da etapa final, em uma jogada do jovem Vinícius, Tiago Reis sofreu um pênalti infantil de Edson Barba. Marquinhos Gabriel bateu com categoria e desempatou a partida. No fim, Cabo colocou dois meninos de muito potencial: Galarza e Laranjeira. E coube ao paraguaio marcar um golaço, o primeiro como profissional, em um chute lindo, que sacramentou a primeira vitória do Vasco no Estadual.

Facebook Lance Twitter Lance