Falhas defensivas e desfalques pesam no primeiro revés do Vasco em casa
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Falhas defensivas e desfalques pesam no primeiro revés do Vasco em casa

Kayzer - Atlético-GO
Bruno César não foi bem como substituto de Benítez (Jorge Fernandes/AGIF)
LANCE! - 11/09/2020 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
O Vasco frustrou as expectativas dos torcedores, na última quinta-feira, ao sofrer a primeira derrota em casa para o Atlético-GO, de virada. O sistema defensivo do técnico Ramon Menezes não funcionou da mesma forma e o time sofreu para marcar um adversário veloz, em especial nas bolas aéreas. Com a bola, a equipe teve dificuldades para sair jogando sem o argentino Martin Benítez, referência criativa das partidas recentes, poupado por desgaste.


Na opção da comissão técnica vascaína de poupar o camisa 10 talvez tenha sido levado em conta o momento ruim do adversário, que entrou em campo na zona do rebaixamento e sem vencer há dois jogos. O que se viu em São Januário, no entanto, foi um adversário aguerrido, com vontade de vencer a partida. Bruno César, escolhido como substituto na função teve atuação apagada e não conseguiu manter a mobilidade do time quando atacava.

Com dificuldades de envolver o adversário, o Vasco passou a sofrer na partida, em especial pelo lado esquerdo da defesa, com Henrique e Marcelo Alves com muitas dificuldades para marcar o veloz Janderson. O Cruz-Maltino praticamente não ameaçou na primeira etapa. O lateral-esquerdo, voltando de suspensão, parecia sentir a falta de ritmo de ter ficado fora da partida anterior, enquanto o zagueiro emprestado pelo Madureira sofria com certa lentidão em reagir.

Mesmo mal na partida, o time de Ramon conseguiu abrir o placar graças à letalidade do artilheiro Germán Cano. Após chute de Talles e desvio na zaga ele aproveitou o rebote e colocou o Vasco em vantagem. O alegria, no entanto, durou pouco porque no lance seguinte Renato Kayzer se antecipou bem a Marcelo Alves e igualou. Dez minutos mais tarde, o atacante formado nas categorias de base de São Januário repetiu a dose em novo cruzamento e dessa vez subiu sozinho para a virada do Dragão.

Foi a terceira partida do Vasco sem a zaga titular formada por Ricardo Graça e Leandro Castan, mas dessa vez os suplentes Alves e Miranda não conseguiram manter a solidez defensiva tão elogiada no esquema de Ramon.

–Hoje nós sentimos um pouco de dificuldade principalmente no balanço defensivo. Faltou um pouco do balanço do Marcelo com o Miranda. Acertamos isso no intervalo. Eu acho que a nossa organização defensiva começa lá na frente. É procurar trabalhar e acertar. Nosso objetivo é o equilíbrio. Fizemos o nosso 12º gol na competição, mas levamos dois. Levantar a cabeça que amanhã já começa o trabalho focado no Botafogo – avaliou Ramon após a partida.

O Vasco deve ter de volta os defensores titulares e Benítez para o clássico com o Botafogo, no domingo, no Nilton Santos, também pelo Brasileiro Na sequência, o time terá mais dois jogos contra o Alvinegro no mata-mata da Copa do Brasil. Até lá, Ramon terá alguns dias para trabalhar e acertar os erros em busca da primeira vitória em clássicos de 2020. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance