Cinco trajetórias que podem servir de inspiração para Fellipe Bastos dar a volta por cima no Vasco
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Cinco trajetórias que podem servir de inspiração para Fellipe Bastos dar a volta por cima no Vasco

  •  Edmundo - Vasco
    Edmundo, um dos maiores ídolos do Vasco, teve que reconquistar a torcida Arquivo Lance!
  •  Leandro Amaral - Vasco
    Leandro Amaral teve altos e baixos no Cruz-Maltino (Foto: Arquivo Lance!)
  •  Felipe - Vasco
    Felipe, ídolo da torcida, jogou em rival e depois voltou ao Vasco (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)
  •  Morais - Com a camisa do Vasco
    Morais, formado no Vasco, voltou ao clube após polêmica (Foto: Gilvan de Souza/Lancepress!)
  •  Botafogo x Vasco - Ramon
    Ramon pediu desculpas em retorno ao Vasco MARCELO DE JESUS / RAW-IMAGE
LANCE! - 06/01/2019 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
Fellipe Bastos terá que suar a camisa para conquistar a confiança da torcida do Vasco na sua terceira passagem pelo clube. Muito criticado nas redes sociais, o volante pode se inspirar em jogadores que deram a volta por cima no Cruz-Maltino. O LANCE! lembrou de cinco trajetórias que podem servir como exemplo para o atleta.

EDMUNDO - Um dos maiores ídolos do Vasco teve que reconquistar a confiança da torcida em sua volta ao clube. O atacante deixou o Vasco em 1992, se transferiu para o Palmeiras e depois teve uma passagem pelo Flamengo, em 1995. Lá, ele teve um episódio marcante no Maracanã justamente contra o Cruz-Maltino. Ao ser provocado pela torcida, o Animal balançou o órgão genital em direção à arquibancada.  

O retorno ao Vasco ocorreu em 1996, quando Edmundo demonstrou todo o seu potencial. O craque reconquistou a torcida com muitos gols, inclusive contra o Flamengo, e foi fundamental para a conquista do Campeonato Brasileiro de 1997.



FELIPE - Ídolo da torcida do Vasco, Felipe também teve um momento conturbado na relação com a torcida. Cria do clube desde criança, o jogador conquistou vários títulos no Cruz-Maltino, alcançou o patamar de ídolo, mas acabou indo jogar no Flamengo em 2003. No ano seguinte, ele demonstrou todo o seu talento e conquistou o Carioca justamente contra o ex-time, comemorando efusivamente, o que gerou certo descontentamento entre os vascaínos.

A volta ao Vasco só ocorreu em 2010, quando Felipe voltou a mostrar suas credenciais. Em 2011 ele foi um dos principais nomes da equipe campeã da Copa do Brasil e ainda foi vice-campeão Brasileiro. 

LEANDRO AMARAL - O atacante foi uma grata surpresa no Vasco e brilhou com a camisa cruz-maltina, com muitos gols e boas atuações. Ele chegou ao clube em 2006, mas deixou o Vasco em 2008 após um imbróglio que se arrastou por meses. O jogador chegou a defender o Fluminense no Carioca daquele ano, mas foi obrigado a voltar ao Gigante da Colina por uma determinação da Justiça. 

Criticado pela torcida por causa da confusa negociação com o Tricolor, Leandro Amaral conseguiu amenizar a sua situação com boas atuações no retorno ao Vasco. Mesmo com a equipe rebaixada para a Série B do Brasileiro, ele foi um dos que se salvaram na campanha.

MORAIS - Joia das categorias de base do Vasco, Morais surgiu como uma grande promessa e logo foi aproveitado no profissional. Ele estreou em 2002, mas ganhou notoriedade no ano seguinte. Em 2004, após uma negociação arrastada e polêmica, se transferiu por empréstimo para o Atlético-PR. 

Mais experiente, Morais voltou ao Vasco em 2005 e se firmou como um dos principais jogadores do time, sendo camisa 10 e 'cérebro' da equipe, distribuindo assistências até 2008. 

RAMON - Contratado em 2009, Ramon ficou até 2011 no Vasco, conquistando a Copa do Brasil daquele ano. Após conquistar a Libertadores de 2012 pelo Corinthians, Ramon foi emprestado pelo clube paulista ao Flamengo. O fato de jogar no arquirrival do Cruz-Maltino já era suficiente para deixar o torcedor vascaíno irritado. Mas não foi só isso que abalou a relação do defensor com o Gigante.

Na sua chegada ao Rubro-Negro, Ramon revelou que sempre foi torcedor do clube da Gávea. Por isso, ele foi chamado de traidor e passou a ser muito criticado pelos vascaínos. No entanto, em 2017, o lateral voltou ao Cruz-Maltino. 

Arrependido, Ramon pediu desculpas à torcida do Vasco em um vídeo no qual disse ter sido "ingrato". Com raça, reconquistou respeito no Gigante.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance