Assim como 2015: vitória no clássico pode impulsionar Vasco no Brasileiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Assim como 2015: vitória no clássico pode impulsionar Vasco no Brasileiro

Vasco x Flamengo - Copa do Brasil 2015
Em 2015, Vasco, vivendo situação parecida com a de hoje, eliminou Flamengo na Copa do Brasil e começou a reação contra o rebaixamento (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Sergio Santana* - 14/09/2018 - 06:00
Rio de Janeiro (RJ)
O Vasco vive uma situação complicada no Campeonato Brasileiro. Sem vencer há quatro jogos - período que Alberto Valentim assumiu a equipe -, o Cruz-Maltino está brigando contra a zona de rebaixamento. Em 2015, o Cruz-Maltino, recém-promovido à Série A, vivia situação um pouco mais complicada do que a atual: o começo do Campeonato Brasileiro daquele ano foi marcado por quatro empates e cinco derrotas nos nove primeiros jogos da competição. Sofrendo com muita pressão vinda da torcida, a primeira vitória naquele Brasileirão foi contra o Flamengo, adversário do próximo sábado, por 1 a 0.

No convívio de uma situação ruim na tabela, o Vasco em 2015 via a luz no fim do túnel justamente nos clássicos. Um mês depois, o Cruz-Maltino derrotou o Fluminense, que sonhava com uma vaga no G-4, e mais uma vez renovou as esperanças por uma melhora no campeonato. Em agosto, o duelo nas oitavas da Copa do Brasil contra o Flamengo teve um final feliz para o Gigante da Colina.

Mesmo convivendo com inúmeros resultados ruins, essas vitórias foram importantes para a retomada cruzmaltina no segundo turno do Brasileirão de 2015. Com a contratação de Jorginho, o Vasco chegou perto de superar uma situação classificada como impossível contra o rebaixamento, mas acabou voltando para a segunda divisão após um empate na última rodada.

Em situação semelhante em 2018, o Vasco pode se espelhar na equipe de 2015 para tentar uma retomada, justamente em um clássico contra o maior rival. Há três anos, a classificação na Copa do Brasil foi o estopim para a reação vascaína e a dose pode se repetir em caso de uma vitória em Brasília.

Diferente daquele ano, o Vasco ocupa uma posição melhor na tabela e as chances de uma possível recuperação são maiores. Os clássicos, que fez os torcedores observarem uma luz no fim do túnel em 2015, podem voltar a ajudar o clube de São Januário a sair dessa situação incômoda.

COMO FOI EM 2015...

Após a vitória por 1 a 0 no jogo de ida e o empate por 1 a 1 no duelo da volta das quartas de final da Copa do Brasil, o Vasco cresceu muito na temporada. Apesar de ter sido goleado pelo Internacional por 6 a 0 algumas semanas depois, o Cruz-Maltino de Jorginho conseguiu se encaixar e passou a ter atuações melhores.

Uma vitória marcante daquela campanha foi o 1 a 0 contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, que decretou o fim de uma sequência de nove rodadas sem um resultado positivo. Depois dessa partida, o Vasco iniciou - de fato - a reação contra o rebaixamento.

Em setembro, o Vasco derrotaria o Flamengo pela quarta vez em 2015. De virada, o Cruz-Maltino saiu do Maracanã com o resultado positivo após gols de Nenê e Rodrigo, dois jogadores marcantes daquela campanha, que, apesar de toda a luta, acabou com um final triste, já que o Gigante da Colina não conseguiu evitar a ida para a segunda divisão.

Flamengo x Vasco
No primeiro turno, tudo igual entre as equipes: 1 a 1 (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
DESEMPENHO EM CLÁSSICOS EM 2018

Até aqui, o desempenho do Vasco contra os outros três grandes clubes do Rio de Janeiro é equilibrado. Em dez partidas, foram três vitórias, quatro empates e três derrotas, com 14 gols marcados e a mesma quantidade de tentos sofridos.

O Cruz-Maltino enfrentou o Flamengo apenas duas vezes até aqui. Pelo Campeonato Carioca, um empate em 0 a 0 pela Taça Guanabara, o primeiro turno do Estadual. No turno inicial do Brasileirão, mais uma igualdade no placar, dessa vez por 1 a 1, com um gol marcado por Wagner.

*Estagiário, sob supervisão de David Nascimento

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance