'Focado no futebol', Richarlison se põe à disposição de Tite na Seleção
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Focado no futebol', Richarlison se põe à disposição de Tite na Seleção

Richarlison - entrevista coletiva da Seleção Brasileira
'Estar na Seleção é maravilhoso. Quanto mais você joga, mais experiência pega' (Pedro Martins / MoWA Press
LANCE! - 14/11/2018 - 16:51
Londres (ING)
O atacante Richarlison esbanjou autenticidade em entrevista coletiva nesta quarta-feira, durante a preparação da Seleção Brasileira para os amistosos contra o Uruguai e Camarões. Ao falar sobre sobre sua expectativa de estar entre os convocados, o jogador do Everton mostrou "apetite" por alçar voos maiores:

- Posso jogar pelos lados, atuar mais centralizado. Sempre falei que meu sonho era chegar à Seleção. Hoje, quero conquistar mais. Uma taça, almejar títulos grandes.

Ao falar sobre sua ligação com o futebol, o jogador do Everton afirmou que seu desejo de entrar em campo vem desde garoto:



- Acho que por eu ter passado por um momento muito difícil na minha infância, era muito focado no futebol. Eu só queria futebol, não conseguia trabalhar em outra área. na escola eu não ia muito bem, vamos dizer assim.

Em seguida, ele contou uma história de escola que arrancou risos dos jornalistas e do próprio jogador:

- Para vocês terem noção, eu fui reprovado em Artes. E era meu tio quem dava aula. Eu pensei: não vou fazer nada, meu tio vai me passar. E no fim do ano ele me reprovou.

No entanto, o atacante crê que vem crescendo de rendimento desde que chegou no Everton:

- Acho que venho sim, em uma evolução muito boa. Quando cheguei no Everton, fui contratado por uma quantia cara. Muitos falaram besteira. Mas tô lutando muito, fazendo meu melhor, tanto por mim, quanto para meus companheiros. 

Em seguida, o jogador de 21 anos atribuiu seu bom rendimento ao que vem aprendendo com dois técnicos: o português Marco Silva, do Everton, e Tite, da Seleção Brasileira.

- Outro dia, fiquei mais de 40 minutos na salinha dele (Marco Silva) vendo o que tinha de melhorar. O Campeonato Inglês exige cortar linha de passe. E estou aprendendo inglês. Ele não fala mais em português, só em inglês. Ele e o Tite são dois pais para mim, sempre me ajudam. São pessoas muito boas, que sabem tudo de futebol.

Richarlison afirmou que já se sente mais à vontade com a convivência na Seleção Brasileira:

- Estou sim, muito feliz em estar na Seleção Brasileira. Cheguei meio tímido, mas depois do segundo dia, fui me soltando. Tem Willian, Neymar, que fazem brincadeiras. A gente leva esta amizade para dentro de campo.

Aos seus olhos, estar na lista de convocados da Seleção Brasileira é um privilégio em vários sentidos:

- Estar na Seleção é maravilhoso. Quanto mais você joga, mais experiência você pega.  Mas não adianta ter pressa para entrar em campo. Aí o professor (Tite) decide.

O Brasil enfrenta o Uruguai nesta sexta-feira, às 18h (de Brasília), no Emirates Stadium.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance