Daniel Alves chega ao 40º título na carreira e Copa no Qatar vira meta
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Daniel Alves chega ao 40º título na carreira e Copa no Qatar vira meta

  •  Brasil x Peru - Daniel Alves
    Maior campeão da história do futebol, Daniel Alves chegou ao 40º título neste domingo (Foto: LUIS ACOSTA / AFP)
  •  Brasil x Peru - Prêmio Melhor Jogador
    Daniel Alves foi eleito o melhor jogador da Copa América (Foto: MAURO PIMENTEL / AFP)
  •  Brasil x Peru - Título
    Conquista da Copa América é a quarta de Daniel Alves com a Seleção Brasileira (Foto: Carl DE SOUZA / AFP)
  •  Brasil x Peru - Título
    A primeira taça que Daniel Alves levantou como capitão (Foto: Juan MABROMATA / AFP)
  •  Brasil x Peru - Título (Bolsonaro)
    Lateral mostrou liderança e bom rendimento na Copa América. Ele sonha com o Mundial de 2022 (Foto: CARL DE SOUZA / AFP)
  •  Brasil x Peru - Títulos Individuais
    Daniel Alves recebeu a premiação com Everton (artilheiro) e Alisson (melhor goleiro) (Foto: MAURO PIMENTEL / AFP)
  •  Brasil x Peru - Comemoração
    Daniel Alves foi um dos pilares de Tite na Copa América (Foto: MAURO PIMENTEL / AFP)
Aigor Ojêda - 08/07/2019 - 13:26
Rio de Janeiro (RJ)
Ninguém na história do futebol comemorou tantos títulos como Daniel Alves. Na nona conquista do Brasil da Copa América, no Maracanã, o lateral-direito chegou ao 40º título na carreira (Pelé é o segundo colocado, com 37). Desta vez com um sabor especial: a primeira taça que levanta como capitão. De fato, ele ganhou fôlego para a sequência do grupo que irá brigar por uma vaga na Copa do Mundo de 2022. O camisa 13, cada dia mais, parece não se importar com o tempo e pensa em novos desafios para o futuro.

Aos 36 anos, Daniel Alves ainda é uma das lideranças da Seleção. Embora sua presença na lista dos 23 convocados tenha provocado algumas reações - muito em função da idade em que chegaria na Copa do Qatar (39 anos), em 2022, o lateral foi fundamental. O aspecto motivacional e a forma como lida com os mais jovens do grupo são aspectos positivos. O capitão possui a força mental que Tite enfatizou com os jogadores durante a Copa América.



E MAIS:
A competição em solo brasileiro, de fato, foi especial para Dani. Depois de ficar fora do Mundial da Rússia, por conta de uma lesão no joelho direito, o lateral retomou seu espaço na Seleção e foi um dos pilares da defesa, que foi vazada apenas uma vez. No ataque, ele também apareceu em destaque – onde é o seu ponto forte. A melhor atuação, sem dúvida, aconteceu na semifinal diante da Argentina, no Mineirão. Foi eleito o melhor jogador do torneio.

Brasil x Peru - Título
Daniel Alves conquistou seu 40º título na carreira (Foto: AFP)
Daniel Alves chegou à quarta conquista com a Seleção. Antes, somava a Copa América, em 2007, além de outras duas Copa das Confederações, em 2009 e 2013. Para ele, a história vestindo a camisa do Brasil não acaba em 2019.

- Aqui na Seleção nada é certo, temos que conquistar nosso espaço. Eu fiz isso há muito tempo. Quero conquistar meu direito de estar na Seleção, não sei até quando. É um objetivo chegar até a Copa. Sei que falta muito. O título significa colher um grande fruto plantado. Vivemos de resultado e quando isso não vem, vamos ser criticados, é normal. Podemos perder, mas não ser derrotados. Acredito que hoje foi atípico, de demonstrar que com constância, fé, confiança no que você faz, as coisas vão se encaixando. Acho que é um prêmio - disse o camisa 13 após a vitória por 3 a 1 sobre o Peru.

Próximo clube ainda indefinido

Se o caminho para continuar sendo convocado por Tite parece pavimentado, Daniel terá que decidir onde jogará a próxima temporada. A volta ao Brasil não está nos planos do lateral neste momento, que deve permanecer na Europa.

Após anunciar que não renovaria seu contrato com Paris Saint-Germain, ele viu o seu nome ser cogitado em diferentes clubes. Uma volta ao Barcelona, onde viveu os melhores anos da sua carreira, não está descartada. 

Daniel Alves está na Europa desde 2003, quando deixou o Bahia rumo ao Sevilla, da Espanha. Na sequência, o lateral teve passagens por Barcelona (2008-2016), Juventus (2016-2017) e PSG (2017-2019).


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance