Com chance de alcançar a liderança, São Paulo se despede de Éder Militão
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Com chance de alcançar a liderança, São Paulo se despede de Éder Militão

Militão
Militão chegou ao São Paulo aos 13 anos de idade (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena/Lancepress!)
Yago Rudá - 05/08/2018 - 06:05
São Paulo (SP)
Neste domingo, às 16h, o São Paulo se despede de mais um de seus jovens promissores revelados no CT de Cotia. Na partida que pode dar a liderança do Brasileirão, contra o Vasco, pela 17ª rodada, o Tricolor dá adeus ao lateral Éder Militão, que defende as cores do clube do Morumbi desde os 13 anos de idade. O destino do jovem jogador será o Porto, de Portugal.

Promovido ao time profissional pelo ídolo Rogério Ceni, no início do ano passado, Militão não demorou para se firmar na equipe. Embora tenha feito toda a categoria de base jogando de zagueiro e volante, a joia tricolor não sentiu a pressão de atuar em um grande clube e virou o dono do lateral-direita, mesmo improvisado na posição.

Desde a ida de Cicinho para o Real Madrid, no fim de 2005, o São Paulo enfrentava dificuldades para encontrar um jogador que se firmasse na lateral. Durante a última década, alguns nomes passaram pelo clube, mas não obtiveram sucesso. Entre eles, Maurinho, Reasco, Jancarlos, Piris, Douglas, Carlinhos, Buffarini, Bruno e outros mais.

Talentoso e com personalidade para encarar o desafio de tirar o Tricolor da briga contra o rebaixamento no ano passado, Militão foi conquistando seu espaço e chamando a atenção dos europeus, que já o monitoravam desde que, ainda garoto, o jogador defendia as categorias inferiores da Seleção Brasileira.

Negociado com o Porto, por 4 milhões de euros, o jogador se despede do Tricolor com a possibilidade de deixar o time na liderança do Campeonato Brasileiro. Para isto, basta que a equipe do técnico Diego Aguirre vença o Vasco, já que o Flamengo tropeçou contra o Grêmio, na noite de sábado. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance