ATUAÇÕES: Sem brilho, jogadores de frente vão mal pelo São Paulo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



09/10/2019 | 23:44

ATUAÇÕES: Sem brilho, jogadores de frente vão mal pelo São Paulo

  •  Bahia x São Paulo
    O São Paulo novamente não teve uma boa atuação no Brasileirão e ficou no 0 a 0 com o Bahia na noite desta quarta-feira, pela 24ª rodada, jogando em Salvador. Nenhum jogador do time paulista teve atuação de grande destaque, assim como no Bahia. Confira as notas do LANCE! (reportersaopaulo@lancenet.com.br) Felipe Oliveira/Bahia
  •  Atuações São Paulo - Tiago Volpi
    VOLPI - 6,0: Tendo que jogar mais com os pés com o novo treinador, passou por alguns apuros, mas, ao final, não cometeu nenhum erro grave. Nas tarefas principais, não foi muito exigido. Atuações São Paulo - Tiago Volpi
  •  Atuações - São Paulo - Juanfran
    JUANFRAN: - 5,5: Saiu lesionado na volta do intervalo. Até então não vinha tendo muitos problemas atrás, devido à postura conservadora do Bahia. Na frente não acrescentou em nada. (Foto: Divulgação)
  •  Atuações São Paulo - Bruno Alves
    BRUNO ALVES - 6,5: Como a linha defensiva do São Paulo com Diniz joga distante do gol, sua velocidade foi importante para corrigir erros ou parar contra-ataques. Atuação de imposição. Atuações São Paulo - Bruno Alves
  •  Atuações São Paulo - Anderson Martins
    ANDERSON MARTINS - 5,5: Teve mais dificuldades do que seu companheiro, sobretudo em lances de velocidade. Mesmo "pesado", Fernandão levou o zagueiro ao apuro. Atuações São Paulo - Anderson Martins
  •  Atuações São Paulo - Reinaldo
    REINALDO - 6,5: Uma bala pelo lado esquerdo. Em um São Paulo que sofreu pelo lado físico, Reinaldo foi opção de segurança no aspecto. Fez uma linda jogada no início do segundo tempo, com direito a um carnaval no meio da defesa do Bahia. Atuações São Paulo - Reinaldo
  •  Imagem de atuações - Luan - São Paulo
    LUAN - 6,5: Importante na cobertura, por um critério semelhante ao de Bruno Alves: correção e velocidade em lances de transição. Divulgação
  •  Atuações - São Paulo - Tchê Tchê
    TCHÊ TCHÊ 5,5: No esquema de Diniz, é o jogador que mais tem liberdade de movimentação. Começou pela direita e logo apareceu na esquerda e, depois, por dentro. Faltou ser mais eficiente, no entanto. Lance!
  •  Atuações São Paulo - Liziero
    LIZIERO 6,0: Outro que deixou o campo sentindo problemas físicos. Até então, vinha tendo atuação normal. Não acrescentou muito no ataque, nem na defesa. Atuações São Paulo - Liziero
  •  Atuações São Paulo - Hernanes
    HERNANES - 6,0: Principalmente no primeiro tempo, seja carregando a bola ou distribuindo, criou as jogadas de mais perigo e deu trabalho para a marcação do Bahia. No segundo, perdeu um pouco do fôlego. Atuações São Paulo - Hernanes
  •  Atuações - Alexandre Pato (São Paulo) 2019
    PATO - 5,5: Começou distante do gol, mas depois da lesão de Pablo e a entrada de Igor Gomes passou a circular mais próximo da área do Bahia. Faltou finalizar mais. Atuações - Alexandre Pato (São Paulo) 2019
  •  Atuações - São Paulo - Pablo
    PABLO - 5,0: Saiu lesionado. Até então, estava sumido. Recebeu poucas bolas e estava encaixotado pela forte marcação do time baiano. Lance!
  •  Atuações - São Paulo - Igor Gomes
    IGOR GOMES - 6,5: Vive fase esperançosa. Entrou e melhorou a dinâmica do ataque. Além de dar mais opções na criação de jogadas, permitiu a Pato ficar mais solto. Lance!
  •  Atuações São Paulo - Igor Vinícius
    IGOR VINICIUS - 5,0: Entrou muito mal. Parece perdido no estilo de jogo que envolve mais contato com a bola e passes curtos. Atuações São Paulo - Igor Vinícius
  •  Vitor Bueno - Atuações (Atuação) - São Paulo
    VITOR BUENO - Sem nota: Entrou faltando dez minutos para o final e acrescentou pouco. Vitor Bueno - Atuações (Atuação) - São Paulo
  •  Atuações - São Paulo - Fernando Diniz
    FERNANDO DINIZ - 6,0: O São Paulo já começa a ganhar seus princípios de jogo. Desde o primeiro minuto, o time insistiu muito nas saídas curtas, a partir de Volpi, e ajustou a pressão na saída de bola adversária. Foi penalizado pela parte física de seus jogadores (três substituições por lesão) e a falta de pontaria. (Foto: Divulgação/SPFC)
  •  Bahia x São Paulo
    SOBE E DESCE - BAHIA SOBE - DISCIPLINA TÁTICA: O Bahia complicou o São Paulo porque mostrou muita disciplina na marcação e na recomposição. Com duas linhas bem compactadas, deixou o Tricolor paulista desconfortável em campo. No ataque, levou certo perigo nas transições, mas foi penalizado pela falta de Gilberto. Um ponto importante e reconhecido pela torcida, que aplaudiu o time ao final da partida. DESCE - FALTOU CRIATIVIDADE: Se na defesa o Bahia foi impecável, na parte da frente ficou muito dependente da velocidade. Fernandão não é Gilberto e, jogando fora da área, não tinha fôlego ao concluir uma arrancada. Poderia ter mais criatividade no meio-campo mas, até pelo que propôs Roger para o duelo, os jogadores do setor tinham como função principal destruir para depois construir. Felipe Oliveira/Bahia



SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance