Revelação da base, Sandry fala sobre chances no Santos: 'Privilegiado'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Revelação da base, Sandry fala sobre chances no Santos: 'Privilegiado'

Sandry - Santos
Sandry é um dos pratas da casa que tiveram chance com Jesualdo em 2020 (Ivan Storti/Santos)
Fábio Lázaro - 22/03/2020 - 05:00
Santos (SP)
Um dos fatores abordados pela diretoria do Santos ao negociar com o técnico Jesualdo Ferreira no fim de 2019 foi a utilização das categorias de base. E dentre os atletas que foram contemplados neste início de ano está Sandry Roberto. Relacionado em dez das 12 partidas do Alvinegro Praiano na temporada, o garoto de 17 anos foi titular pela primeira vez na carreira sob o comando do treinador português.


E MAIS:
Sandry treina no Peixe desde o sub-11, completando sete anos de casa em 2020. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o jogador mencionou a inspiração no craque Neymar e usou um trecho do hino santista para classificar a sua ascensão a equipe principal.


- O meu sonho sempre foi jogar no Santos. Via o Neymar naquela fase boa que todo jogador sonha e falei para minha família: "Vou jogar aí". E, graças a Deus, desde a minha primeira partida lá no sub-11 me emociono muito. É como diz o hino: “um orgulho que nem todos podem ter”. Sou privilegiado por isso – disse.

Após a paralisação do Campeonato Paulista, devido a pandemia de coronavírus, o Menino da Vila pode ter nova chance entre os titulares, já que Alison se recupera de uma lesão no joelho direito e Jobson foi expulso na última partida antes da pausa, a derrota por 2 a 1 no clássico contra o São Paulo, no Morumbi, pela décima rodada do Estadual.

- Estamos disputando diversas competições e o professor tem grandes jogadores no elenco. Isso vai ser importante durante o ano. Estou pronto para aproveitar as oportunidades – afirmou.

Até o momento, Sandry atuou apenas 45 minutos em 2020, o primeiro tempo da derrota por 2 a 0 contra o Corinthians, em Itaquera, pela quarta rodada do Paulistão, o que já foi mais do que todo o tempo somado em 2019, com Jorge Sampaoli. Sob o comando do treinador argentino, no ano passado, o prata da casa foi relacionado em 15 partidas, entrou em três, mas totalizou apenas 22 minutos.

Facebook Lance Twitter Lance