Vão vir? Membro do CG do Santos fala sobre Robinho e Ricardo Oliveira
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Vão vir? Membro do CG do Santos fala sobre Robinho e Ricardo Oliveira

Robinho e Ricardo Oliveira
Robinho e Ricardo Oliveira têm portas abertas para retornar ao Peixe (Foto:Ivan Storti/Santos FC)
Gabriel Santos - 23/06/2020 - 14:00
Santos (SP)
Muitos torcedores santistas sonham com a volta dos atacantes Robinho e Ricardo Oliveira ao clube. O assunto do possível retorno dos dois foi comentado pelo membro do Comitê de Gestão do Santos, Pedro Doria, em live com o jornalista Fellipe Camargo no Instagram. 

- Eu seria incoerente com os atletas e colaboradores em sonhar com a volta do Robinho. O clube tem um débito com ele e precisa solucionar esse débito, é um risco jurìdico também. Precisamos resolver isso para depois avançar, com as retomadas das atividades. Ele, em algum momento estando livre, as portas estão abertas, dentro de uma condição possível para que o clube consiga honrar os compromissos - afirmou.

O gestor comparou a situação de Robinho e Ricardo Oliveira. Para ele, os dois jogadores estão no mesmo patamar, com negociações difíceis para o retorno ao Peixe. 

​- Eu vejo os dois no mesmo patamar. Hoje, são atletas que não estão livres, acredito que o Ricardo Oliveira não conseguiu realizar a sua rescisão com o Atlético-MG. Da mesma forma, o Robinho tem contrato com o time da Turquia, inclusive fez gol no fim de semana. São atletas distintos, com idades e posições distintas. O clube tem outras prioridades para serem resolvidas. Evidentemente, a porta está sempre aberta a eles dentro da condição possível do Santos - finalizou. 

Vale lembrar que o Peixe negocia para pagar uma dívida de R$ 3 milhões com Robinho. O clube tem esse débito referente aos salários e direitos de imagem atrasados da passagem do jogador pela Vila Belmiro. O ex-camisa sete santista tem contrato com o Instambul Basaksehir até o final do Campeonato Turco desta temporada. 

Já Ricardo Oliveira está fora dos planos de Jorge Sampaoli no Galo. O Pastor foi afastado das atividades e treinos, mas ainda não teve seu contrato rescindido pelo clube mineiro. Caso o jogador fique livre no mercado - seu vínculo com o Atlético tem validade até dezembro de 2020 -, o Santos deve abrir negociações para contratá-lo.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance