Clássico entre Santos e São Paulo completa 90 anos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Clássico entre Santos e São Paulo completa 90 anos

Juanfran - São Paulo x Santos
Santos e São Paulo fizeram último clássico paulista antes da pandemia de COVID-19 (Foto: Reprodução)
Fábio Lázaro - 11/05/2020 - 12:06
Santos (SP)
Um dos maiores clássicos do futebol brasileiro completa 90 anos nesta segunda-feira. Santos e São Paulo se enfrentaram pela primeira vez no dia 11 de maio de 1930, pela oitava rodada do Campeonato Paulista daquele ano.

O Tricolor, inclusive, foi o último adversário do Peixe antes da paralisação do futebol, por conta da pandemia do novo coronavírus. No dia 14 de março, pela 11ª rodada do Paulistão, no Estádio do Morumbi, o Alvinegro Praiano saiu na frente, com gol de Arthur Gomes, mas sofreu a virada no segundo tempo, com dois gols do atacante Pablo.



E MAIS:
O primeiro jogo

O Campeonato Paulista de 1930 marcou o início da transição do futebol do Estado de São Paulo do amadorismo para a profissionalização, que veio acontecer três anos depois. Entre 1926 e 1929 foram promovidos duas competições, um organizado pela Associação Paulista dos Esportes Atléticos (APEA), que buscava tornar o esporte uma atividade profissional, e a Liga de Amadores do Futebol (LEF), encabeçada por um dos principais clubes à época, o Paulistano.

O Peixe optou por disputar o Estadual organizado pela APEA e vinha de três vice-campeonatos consecutivos, sendo derrotado na decisão por Palestra Itália (1927) e Corinthians, por dois anos consecutivos (1928 e 1929).

No dia 11 de maio, o Santos, então invicto, com seis vitórias e um empate, recebeu o São Paulo, na Vila Belmiro. O clássico também marcou o encontro de dois grandes jogadores do futebol à época: do lado santista, Feitiço, e do lado são paulino, Friedenreich – ambos foram decisivos no resultado final.

O Peixe, comandado por Platero, veio a campo com: Athiê; Aristides e Meira; Roberto, Júlio e Alfredo; Omar, Camarão, Feitiço, Strauss e Evangelista.

O Alvinegro Praiano saiu atrás do placar com gol de Luisinho, aos oito minutos do primeiro tempo, mas empatou sete minutos depois, aos 15, com Camarão. A partida caminhava para o fim, quando aos 40 minutos do segundo tempo, Feitiço virou o confronto a favor do Santos. Mas, Friedenreich não deixou por menos e aos 45 minutos da etapa final empatou novamente o jogo e deu números finais, 2 a 2.

Pós-clássico

O Campeonato Paulista de 1930 foi disputado por pontos corridos durante todo aquele ano, encerrando-se, inclusive, no dia 4 de janeiro de 1931. Portanto, o Alvinegro Praiano reencontrou-se com o São Paulo no dia 23 de novembro, com novo empate, dessa vez 3 a 3, no Chácara da Floresta.

O Alvinegro Praiano chegou à última rodada da competição precisando vencer o Corinthians, na Vila Belmiro, para sagra-se campeão. As duas equipes estavam empatadas com 40 pontos, mas o Peixe foi goleado por 5 a 2 e o time de Parque São Jorge sagrou-se tricampeão Estadual e o Santos foi ultrapassado pelo São Paulo (vice) e Palestra Itália (terceiro), terminando aquele Paulistão na quarta colocação.

Retrospecto do San-São

Santos e São Paulo se enfrentaram 311 vezes, com 134 vitórias do Tricolor, 104 do Peixe e 73 empates. 962 gols foram marcados no confronto, 515 são paulinos e 447 santistas. A Vila Belmiro foi o estádio que mais recebeu o clássico, 107 vezes. Já o Morumbi, casa do Tricolor, mandou o confronto em 103 oportunidades.

Em 1956, o jornalista Tomás Mazzoni, do jornal “A Gazeta Esportiva” apelidou a partida como San-São, unificando a inicial das duas equipes.

Facebook Lance Twitter Lance