Scolari fala de ofertas de Colômbia e China: 'Fosse por valores, eu teria ido'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Scolari fala de ofertas de Colômbia e China: 'Fosse por valores, eu teria ido'

Felipão diz que o Palmeiras do presidente Maurício Galiotte sabe da insistência colombiana
Felipão diz que o Palmeiras do presidente Maurício Galiotte sabe da insistência da seleção colombiana (Divulgação)
William Correia - 08/01/2019 - 12:42
São Paulo (SP)
Em sua primeira entrevista coletiva no ano, Luiz Felipe Scolari ressaltou que sua ideia é continuar no Palmeiras, mas não por falta de ofertas. O técnico admite que recusou um convite para voltar à China e que a Colômbia segue aumentando os valores de uma oferta para que ele comande a seleção do país. O fator financeiro, contudo, não pesa na avaliação do treinador.

- As conversas com a Colômbia não continuaram, mas parece que querem continuar. O Palmeiras sabe que já me manifestei duas ou três vezes, inclusive com relação a um convite do futebol chinês, de que eu não iria sair. Parece que a Colômbia não entendeu ainda que não vou sair e aumenta os valores. Mas não é questão de valores apenas. Se fosse, eu teria aceitado ir para a China, e não me interessei neste momento - comentou Scolari.


E MAIS:
O jornal Sport, da Espanha, publicou em 30 de dezembro que Felipão recusou propostas da seleção colombiana, do Boca Juniors, da Argentina, e do Dalian Yifang, da China. O técnico tem contrato com o Palmeiras até o final de 2020 e faz discurso para que não só ele, mas Dudu também permaneça.

- Tenho contrato com o Palmeiras. Acredito que, normalmente, tudo vai seguir a linha equilibrada que temos aqui: eu no Palmeiras, Dudu no Palmeiras, mais um ano juntos, ganhando alguns títulos que conseguirmos. Vamos ver.

O Palmeiras nunca trabalhou com a ideia de não contar com Felipão em 2019, tanto que o técnico sempre participou ativamente do planejamento para a próxima temporada e se reapresentou para trabalhar sem nenhum problema com o elenco depois das férias, na última quinta-feira.

Colômbia nega
Depois da entrevista coletiva de Luiz Felipe Scolari, a Federação Colombiana de Futebol divulgou comunicado oficial no qual negou ter feito qualquer oferta para que o treinador comandasse a seleção nacional. Confira abaixo:

"A Federação Colombiana de Futebol informa que nenhum membro do Comitê Executivo fez qualquer oferta de trabalho ao diretor técnico Luiz Felipe Scolari para dirigir a Seleção da Colômbia.

Também esclarece que nunca foi realizada uma oferta financeira formal para esse cargo.

Pelo contrário, comemoramos sua decisão de permanecer em sua equipe atual, o Palmeiras, já que aqui, na Colômbia, ele não conta com nenhuma oferta oficial de trabalho da Federação Colombiana de Futebol."



Facebook Lance Twitter Lance