É obsessão, sim: veja declarações que provam foco do Palmeiras na Liberta
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

É obsessão, sim: veja declarações que provam foco do Palmeiras na Liberta

Vanderlei Luxemburgo Palmeiras
Conquistar o título que falta em seu currículo é meta para Vanderlei Luxemburgo (Agência Palmeiras/Divulgação)
LANCE! - 17/05/2020 - 08:00
São Paulo (SP)
Nas últimas temporadas, o Palmeiras tentou diminuir a pressão trazida pela obsessão pela Libertadores, cantada em música pelos torcedores. Mas, embora o discurso seja de tentar ganhar tudo e a meta imediata ser levar o título paulista que o clube não tem desde 2008, jogadores e comissão técnica dão claros sinais de que o maior desejo é a conquista continental, mesmo no momento atual de completa indefinição do torneio devido ao coronavírus.

Vanderlei Luxemburgo já demonstrava no dia a dia sua ambição de vencer um dos poucos torneios que ainda não tem em seu currículo - sua melhor campanha foi a semifinal de 2007, pelo Santos. Em treino tático que comandou por videoconferência na sexta-feira, inclusive, o técnico comparou os números atuais do Verdão com os de Flamengo e River Plate finalistas da última Libertadores, como um claro sinal de que o objetivo é estar nessa decisão.




E MAIS:
- É uma conversa inevitável no clube. Quando chegamos, soubemos que o Palmeiras está em busca do título da Libertadores e, depois, do Mundial. E não pensamos diferente disso. O Vanderlei, dentro de todo o histórico ganhador dele, está com muita gana de conquistar a Libertadores e o Mundial - disse Maurício Copertino, auxiliar de Luxemburgo, ao LANCE!

- As ações do Vanderlei neste ano são para foco total, de procurar a excelência de todos os jogadores e trazer todos para o processo. Unidos, coletivamente e individualmente, transformaremos o sonho em realidade. Estamos muito focados, junto com os jogadores, para buscar esse título para a grande torcida do Palmeiras - prosseguiu o auxiliar, que chegou em janeiro, com o treinador.

Alguns dos principais jogadores do elenco também demonstram esse desejo de conquistar a Libertadores. Apesar da manutenção do discurso de dar importância ao Campeonato Paulista, até por conta da recente paz selada da diretoria com a Federação Paulista de Futebol, o sonho do título continental fica bem exposto, inclusive, nas palavras do capitão Felipe Melo.

- Libertadores é obsessão. Como capitão da equipe, ela se torna mais do que uma obsessão. É um sonho de, realmente, fazer com que o nosso amado Palmeiras volte a levantar o troféu almejado por todos. Tomara que Deus nos abençoe e faça parte dos planos dele sermos campeões e, finalmente, realizarmos esse sonho - disse o zagueiro, em live no Instagram do clube.

- O próximo título é sempre o mais almejado e importante, e o que temos em mente é o Paulista. Quero ter no meu currículo o título paulista, o regional mais difícil do país. Com certeza, é muito importante ganhar esse Paulista. Mas, logo depois, a Libertadores é obsessão, que sonhamos todos os dias - prosseguiu.

A situação atual, no entanto, aponta que o campeonato com retomada mais provável é o Paulista, por conta da possibilidade de viagens menores e sem necessidade de estar em aeroportos em um ano de pandemia. Assim, em vez de se pensar já na Libertadores, na qual o Palmeiras ganhou os dois jogos que disputou até agora, o olhar está mais voltado para o Estadual, no qual o time divide a melhor pontuação com o Santo André, mas com menos vitórias.

- Nosso foco não é só a Libertadores, mas todo os campeonatos que jogarmos. Claro que queremos ganhar a Libertadores, é um campeonato gigantesco. Temos brigado por ela todos os anos e estamos fortes neste ano. Esperamos que as coisas voltem ao normal, mas todos os campeonatos têm a sua importância - ressaltou Bruno Henrique, em entrevista à TV Palmeiras.


Facebook Lance Twitter Lance