Mano é 12º a comandar Verdão no Allianz; veja o retrospecto de todos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



09/09/2019 | 07:55

Mano é 12º a comandar Verdão no Allianz; veja o retrospecto de todos

  •  Mano Menezes
    Nesta terça-feira, às 21h, contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, Mano Menezes comandará o Palmeiras pela primeira vez diante da torcida, e entra na lista de técnicos que estiveram à frente do clube no Allianz Parque, inaugurado no fim de 2014. O LANCE! relembra como foi cada um dos outros 11 que já ficaram no banco do Verdão na arena. Cesar Greco
  •  Dorival Palmeiras Allianz
    Dorival Júnior - 2 jogos, 1 empate e 1 derrota Ficou marcado como o técnico na abertura do Allianz Parque, em 19 de novembro de 2014, mas com um time que não deixou saudades. Em meio à briga para não ser rebaixado, a equipe inaugurou a nova casa perdendo por 2 a 0 para o Sport e, na última rodada daquele Brasileiro, empatou por 1 a 1 diante do Athletico-PR. Dorival é o único treinador efetivo do Palmeiras que não venceu na arena. Agência Palmeiras/Divulgação
  •  Oswaldo de Oliveira - Palmeiras
    Oswaldo de Oliveira - 18 jogos, 12 vitórias, 3 empates e 3 derrotas Técnico que iniciou 2015 no clube teve 72,2% de aproveitamento e chegou a disputar a final do Campeonato Paulista na casa. Mas perdeu o primeiro Dérbi da história do estádio - 1 a 0, gol de Danilo para o Corinthians. E acumulou resultados frustrantes em sua reta final no cargo. (Foto: Ag. Palmeiras)
  •  Marcelo Oliveira
    Marcelo Oliveira - 22 jogos, 13 vitórias, 3 empates e 6 derrotas Foi o primeiro treinador a comemorar um título no Allianz Parque: a Copa do Brasil de 2015, depois de vencer o Santos no tempo normal por 2 a 1 e ganhar nos pênaltis, na sequência. Porém, para chegar à conquista, escalou times desfigurados no Campeonato Brasileiro e, com isso, Marcelo Oliveira é o comandante do Palmeiras que acumula mais derrotas na arena: seis. Acumulou 63,63% de aproveitamento. (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  •  Tico dos Santos Palmeiras
    Tico dos Santos (interino) - 1 jogo, 1 derrota Marcelo Oliveira cumpria suspensão diante do Nacional, do Uruguai, em 9 de março de 2016, pela Libertadores, e coube a seu auxiliar estar no banco na derrota por 2 a 1, que culminou com a demissão de Marcelo Oliveira e complicou de vez a vida do clube no torneio - seria eliminado precocemente, na fase de grupos. Tico dava entrevista coletiva enquanto o diretor de futebol Alexandre Mattos anunciava a troca no comando da comissão técnica aos jornalistas. Agência Palmeiras/Divulgação
  •  Cuca
    Cuca - 35 jogos, 24 vitórias, 6 empates e 5 derrotas Somando as passagens em 2016 e 2017, Cuca se tornou o técnico que mais vezes comandou o Palmeiras e com maior número de vitórias no Allianz Parque. Teve um aproveitamento de 74,28%, fundamental para levar a equipe ao título brasileiro de 2016, quebrando um jejum de 22 anos do clube. Cesar Greco
  •  Cuquinha Palmeiras
    Cuquinha (interino) - 1 jogo, 1 vitória Cuca estava suspenso e coube a seu irmão e auxiliar comandar o Palmeiras na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense, em 25 de maio de 2016, mantendo um aproveitamento de 100% da equipe em casa no Campeonato Brasileiro daquele ano. Agência Palmeiras/Divulgação
  •  Eduardo Baptista - Palmeiras
    Eduardo Baptista - 10 jogos, 8 vitórias e 2 empates O técnico que começou 2017 no Palmeiras tem o melhor aproveitamento de um efetivo no comando do clube no Allianz Parque: 86,6%. Eduardo Baptista também é o único contratado para o cargo que sequer perdeu na arena, desperdiçando pontos somente em dois empates. Estava no banco em uma das vitórias mais marcantes do estádio: 3 a 2, de virada, sobre o Peñarol, com gol nos acréscimos, pela Libertadores. (Foto: Ag. Palmeiras)
  •  Alberto Valentim
    Alberto Valentim - 5 jogos, 4 vitórias e 1 empate O auxiliar e membro da comissão técnica fixa da equipe tornou-se o técnico no fim de 2017. Alcançou os mesmos 86,6% de aproveitamento de Eduardo Baptista no Allianz Parque e também não foi derrotado no estádio. Foi na arena que teve resultados que permitiram ao time sonhar com o título brasileiro - ficou com o vice. O que atrapalhou foi exatamente o único jogo em que não venceu: interrompeu a arrancada ao empatar diante do Cruzeiro, na rodada anterior ao Dérbi que seria decisivo, vencido por 3 a 2 pelo Corinthians, em Itaquera. Cesar Greco
  •  Roger Machado – Palmeiras
    Roger Machado - 18 jogos, 10 vitórias, 5 empates e 3 derrotas O treinador que iniciou 2018 no Palmeiras teve um aproveitamento de 64,8% no Allianz Parque. Sofreu somente três derrotas, mas uma delas é das mais lamentadas no estádio: 1 a 0 para o Corinthians, na final do Campeonato Paulista do ano passado, em partida marcada pela acusação de interferência externa irregular na arbitragem ao anular um pênalti em Dudu. Cesar Greco
  •  Wesley Carvalho
    Wesley Carvalho (interino) - 1 jogo, 1 vitória O técnico do time sub-20 assumiu a equipe principal enquanto Luiz Felipe Scolari não chegava para substituir Roger Machado. Venceu o Paraná por 3 a 0, em 29 de julho. O jogo acabou sendo o primeiro da invencibilidade de 33 rodadas do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, a maior da história da equipe na competição e no modelo dos pontos corridos, e a terceira maior entre todos os times. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
  •  Felipão
    Felipão - 30 jogos, 22 vitórias, 5 empates e 3 derrotas O antecessor de Mano Menezes ficou a cinco jogos de se igualar a Cuca como técnico que mais comandou o Palmeiras no Allianz Parque. Teve somente três derrotas, mas marcantes: 1 a 0 para o Cruzeiro, na eliminação na Copa do Brasil do ano passado, 1 a 0 para o Corinthians, na primeira fase do último Campeonato Paulista, e também 1 a 0 diante do Cerro Porteño, quando Felipe Melo foi expulso nos minutos iniciais, mas o time conseguiu a vaga nas quartas de final da Libertadores. Felipão alcançou 78,8% de aproveitamento no estádio, que foi arma na conquista do Brasileiro de 2018: não perdeu na casa pela competição nessa terceira passagem pelo clube. Agência Palmeiras/Divulgação


SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance