Galiotte vê 'pressão estratosférica' do Inter e cobra melhora da arbitragem
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Galiotte vê 'pressão estratosférica' do Inter e cobra melhora da arbitragem

Maurício Galiotte
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, defende o uso do VAR 'o quanto antes' (Foto: Cesar Greco)
Thiago Ferri e William Correia - 09/11/2018 - 07:00
São Paulo (SP)
A seis jogos do fim do Campeonato Brasileiro, o líder Palmeiras tem o Internacional como maior rival na briga pelo título, com cinco pontos de vantagem. A disputa entre os clubes vai além do campo: depois de o Colorado ter vencido o Atlético-PR na rodada passada graças a um pênalti inexistente nos acréscimos, o Verdão respondeu às reclamações sobre arbitragem.

Antes do último jogo, a diretoria gaúcha atacou que estavam tentando tirar o Inter da briga pela taça, para deixá-la entre Palmeiras e Flamengo. Para o presidente alviverde, Maurício Galiotte, o discurso é parte de uma "pressão estratosférica" feita pelo Colorado em cima dos árbitros neste fim de ano.

- O que eu realmente espero da arbitragem na reta final do Brasileiro é que não interfira no jogo, no campeonato. Se isto ocorrer, todos estaremos satisfeitos, não só o Palmeiras. A arbitragem tem de apitar sem prejudicar ou beneficiar um ou outro - disse o dirigente, ao LANCE!

- A arbitragem tem tido muitas falhas, sofrido muita pressão. O Internacional tem feito uma pressão estratosférica na arbitragem, e não vamos poder aceitar esta situação. Futebol se ganha dentro de campo. Ninguém vai ganhar o Campeonato Brasileiro no grito. Ganha-se dentro de campo. A gente espera que a arbitragem não interfira no resultado final - acrescentou.

E MAIS:
O incômodo de Galiotte se dá não apenas por considerar que o Palmeiras já foi  mais prejudicado, mas também pelo levantamento da CBF que colocou o Inter como o candidato a título que teve mais erros de arbitragem a seu favor, pelo menos até a 27ª rodada. E com o pênalti no último domingo no Beira-Rio, a distância do Verdão para o rival, que poderia ser de sete pontos, segue nos cinco - o Flamengo é o terceiro colocado, seis pontos atrás.

Apesar deste embate, os dois presidentes se uniram quando o assunto foi o VAR. Nesta semana, Marcelo Medeiros, mandatário do Inter, foi à CBF com um manifesto assinado pela maioria dos clubes da Série A pedindo a implementação do árbitro de vídeo ainda neste ano. Galiotte apoiou a ideia.

- Fui procurado pelo Marcelo, presidente do Inter, dizendo ser interessante uma mobilização para implementar o VAR imediatamente. O Palmeiras é totalmente a favor do VAR, respondi que sim, aderi ao movimento que ele levou à CBF. Infelizmente, a CBF já disse que não será possível nesta reta final, porque demanda um trabalho que não está preparado para os próximos jogos. Nosso posicionamento é de que a gente concorda e que seja implementado o mais rápido possível - explicou.

- O Palmeiras sempre foi a favor do VAR, vocês sabem disso. Depois do debate na CBF, a votação (dos clubes) e o Palmeiras foi a favor, voltei à CBF, falei do VAR, da importância de implementar a tecnologia no futebol. Temos de pensar sempre em ter um futebol mais justo. Ainda que seja um momento de adaptação, é um caminho sem volta - completou.

Tanto Palmeiras quanto Internacional jogam a 33ª rodada no domingo, às 17h: os paulistas visitam o Atlético-MG, e os gaúchos duelam com o Ceará. O jogo do Verdão será apitado por Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO), que já anulou um gol legal de Gustavo Gómez contra o Vasco, e no Choque-Rei do Morumbi não expulsou Sidão, quando o goleiro tocou a bola com a mão fora da área.

Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA) é o árbitro do jogo contra o Inter e também teve problemas com o Verdão: marcou pênalti de Gustavo Gómez contra o Cruzeiro após um toque de mão do zagueiro bem fora da área. Apesar do histórico dos dois, o presidente palmeirense torce por boas atuações.

- A avaliação de arbitragem, treinamento e escala cabe ao departamento de arbitragem da CBF. O Palmeiras pede os árbitros mais bem preparados, experientes e prontos para a reta final do campeonato. Independente do nome, esperamos bons trabalhos, que apitem o jogo corretamente - completou.

Facebook Lance Twitter Lance