Felipão 'paizão' e gol fora de casa: Dracena cita trunfos do Palmeiras
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Felipão 'paizão' e gol fora de casa: Dracena cita trunfos do Palmeiras

Edu Dracena
Dracena eliminou o Cerro Porteño na campanha do título do Santos na Libertadores de 2011 (Cesar Greco/Palmeiras)
LANCE! - 08/08/2018 - 16:07
São Paulo (SP)
Nesta quinta-feira, em Assunção, o Palmeiras abre os duelos pelas oitavas de final da Libertadores diante do Cerro Porteño. E os trunfos para sair do Paraguai com um bom resultado são buscar o gol fora de casa e o recém-contratado Luiz Felipe Scolari. Quem afirma isso é Edu Dracena, que já define o técnico como um "paizão".

- Está sendo uma experiência muito boa trabalhar com esse grande e vitorioso treinador. É bem tranquilo, sem frescura. É um cara bem paizão mesmo, conversa e brinca com todos - contou o zagueiro, de 37 anos, ressaltando que apenas a presença de Scolari, campeão da Copa do Mundo de 2002 e das Libertadores de 1995 e 1999, já é suficiente para causar impacto.

- Só a presença dele já nos traz uma confiança muito grande. Não preciso nem falar do currículo dele. Tê-lo ali te orientando deixa mais tranquilo. Esperamos, com o auxílio dele, fazer um segundo semestre vitorioso. Pela capacidade que temos e o que temos mostrado, com a presença dele, esperamos fazer um grande jogo e levar um placar bom para São Paulo.


Levar um placar bom é suportar a pressão do Cerro Porteño e balançar as redes, na visão de Edu Dracena. Ele era o capitão do Santos campeão da Libertadores de 2011 e, na campanha, eliminou o time paraguaio nas semifinais, repassando aos colegas de Palmeiras hoje o que deve ser feito visando o jogo de volta, no dia 30, no Allianz Parque.

- Em jogos de mata-mata, principalmente fora de casa, você precisa tentar fazer gol, isso faz uma grande diferença. Jogando aqui dentro, o Cerro é uma equipe muito forte. Precisamos jogar bem pertinho, bem concentrado por 90 minutos, para levar um grande resultado e jogar mais tranquilo no segundo jogo - declarou o camisa 3.

- O professor está colocando seu estilo de jogo, que é um estilo vitorioso. Estamos nos adaptando ainda. E será um jogo dificílimo. O Cerro Porteño é forte e vem de bons resultados em casa no Campeonato Paraguaio. Vai ser um grande jogo - apostou.

Confira outros temas abordados por Dracena em entrevista nesta quarta:

Defesa sem levar gol há três jogos
Passa por todos os setores. Para a defesa tomar gol, é porque aconteceu alguma coisa antes de a bola ir lá atrás. Quando não toma gol, também não é só a defesa, são todos os setores que funcionam. Isso tranquiliza a equipe dentro da partida, porque somos bem capazes para fazer os gols.

Favorito contra o Cerro no Paraguai?
Favoritismo não entra em jogo. Temos de fazer de tudo para conseguir um grande resultado. O respeito é muito grande pelo Cerro, que tem uma grande história no futebol. Vamos encarando como se fosse uma final de campeonato.

Força do Cerro
O time todo do Cerro é forte, não são só dois ou três jogadores. Jogando aqui no Paraguai, o Cerro sempre é forte. Já joguei aqui na Libertadores de 2011, sei o quanto é difícil, a torcida é bem fanática. Nosso respeito é muito grande.

Gustavo Gómez, zagueiro recém-contratado
Não falei ainda com o Gómez, mas, com certeza, é um jogador que vai nos ajudar muito. Tem experiência internacional e joga na seleção paraguaia. Esperamos contar com ele.

Desfalque de Marcos Rocha e Willian
Lógico que gostaríamos de contar com todos e o nosso treinador definir a melhor equipe. Mas os que estão aqui também têm competência e qualidade. Para chegarmos aos nossos objetivos, precisamos que todos estejam 100% para as decisões que teremos tanto na Libertadores quanto na Copa do Brasil.

Empatar no Paraguai é bom?
Depende do jogo. Se estivermos ganhando e sofrermos o gol de empate, o empate será ruim. Se estivermos perdendo e fizermos o gol de empate, o empate será bom.

Espírito do time
Estamos bem tranquilos. Em campeonatos como a Libertadores, nos quais dois jogos podem decidir sua vida, você precisa entrar focado, concentrado. Estamos bem tranquilos, sabendo da nossa responsabilidade e de que será um jogo muito difícil, mas acredito muito no Palmeiras.

Situação do Palmeiras
O Palmeiras tem muito ainda a melhorar. A equipe vem em uma crescente importante, mas nunca podemos estar satisfeitos com o que apresentamos. Sabemos como é difícil jogar fora de casa contra adversários complicados, como é o Cerro, mas estamos bem preparados e tranquilos para fazer um grande jogo.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance