Argentina procura Palmeiras para buscar receita do sucesso na altitude de La Paz
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Argentina procura Palmeiras para buscar receita do sucesso na altitude de La Paz

Comissão palmeiras
Palmeiras chegou na Bolívia 72 horas antes da vitória sobre o Bolívar (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
LANCE!/NOSSO PALESTRA - 13/10/2020 - 15:18
São Paulo (SP)
A comissão técnica da Argentina procurou o departamento científico do Palmeiras para buscar informações sobre o jogo do Verdão de um mês atrás diante do Bolívar, no mesmo palco em que o time de Messi tentará a sua segunda vitória nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, nesta terça-feira (13).

Segundo o maior portal esportivo da Argentina, o Diário Olé, Daniel Gonçalves, coordenador científico do Palmeiras, recebeu o contato de alguns profissionais da AFA (Confederação de Futebol Argentino) e deu dicas para os ‘hermanos’ não sentirem tanto os efeitos da altitude de La Paz, capital boliviana.




– O plano de jogo que fizemos na altitude baseou-se na experiência do nosso preparador físico, Antonio Mello, que já havia feito viagens à altitude em outras ocasiões, com duração de dois ou três dias antes. Isso o impulsionou com a Seleção Brasileira Sub-20 e também com outras categorias, algo que deu certo para ele. Por isso preparamos tudo para repetir nesta partida que vencemos o Bolívar em La Paz ” – disse Daniel ao Olé.

Para conquistar a histórica vitória no Estádio Hernado Silles, algo que nenhum time brasileiro conseguia há 37 anos, o Palmeiras buscou chegar na altitude três dias antes da partida, o que foi copiado pela delegação argentina agora.

E MAIS:
– Muitas vezes, chegando perto do jogo, quando os jogadores respiram, fica difícil pra eles, ficam assustados, acham que não vão conseguir respirar durante o jogo. Quando você chega mais cedo e pode treinar na altitude, eles tem a certeza de que não importa o quanto estiverem cansados, a sensação uma hora vai melhorar e o efeito pode amenizar. Chegar antes também pode ajudar o treinador a perceber quais jogadores estão com mais dificuldades, para fazer trocar e colocar jogadores que têm uma saturação de oxigênio mais adequada às circunstâncias – afirmou Daniel.

O medo da Argentina da altitude tem um grande motivo. Uma das derrotas mais vexatórias da história da Argentina foi para a Bolívia, em La Paz, quando os ‘hermanos’ foram goleados por 6 a 1, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa de 2010.

O coordenador científico do Palmeiras, Daniel Gonçalves, participou de uma live recentemente com o NOSSO PALESTRA, e explicou um pouco de seu trabalho:


Facebook Lance Twitter Lance