Nova derrota marca fim da paciência da torcida do Flu com Fernando Diniz
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Nova derrota marca fim da paciência da torcida do Flu com Fernando Diniz

Fluminense x CSA
Fernando Diniz foi vaiado pelos torcedores do Fluminense presentes no Maracanã neste domingo (LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
Victor Mendes - 18/08/2019 - 19:10
Rio de Janeiro (RJ)
A sequência era ideal para o Fluminense respirar com tranquilidade no Campeonato Brasileiro, mas começou de forma trágica. A derrota por 1 a 0 para o CSA, somada a outros resultados da rodada, puxaram o Tricolor de volta à zona de rebaixamento e assou de vez a batata do técnico Fernando Diniz, vaiado e xingado pela torcida na tarde deste domingo no Maracanã. O Flu só volta a jogar pelo Brasileirão daqui a duas semanas e a situação torna-se cada vez mais incômoda.

INTENSIDADE INICIAL

Fluminense x CSA
Yoni González em ação durante Fluminense 0x1 CSA (LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
O início do Fluminense foi fulminante. Fernando Diniz preparou um jogo de extrema pressão sem a bola. Com quatro jogadores abafando a saída de bola do CSA, a equipe recuperou mais de uma vez a bola com rapidez. Baseando-se nesses primeiros dez minutos, a missão parecia que seria fácil e a vitória viria com tranquilidade no Maracanã. Só parecia mesmo.

FINALIZAÇÕES RUINS

Bahia x Fluminense - João Pedro
João Pedro jogou apenas o primeiro tempo contra o CSA (Fotoarena Tiago Caldas/Fotoarena Agência Lancepress!)
Um dos defeitos do Fluminense em 2019 é o fato de finalizar pouco a gol de fora da área, buscando concluir as jogadas somente dentro da área. Contra o time de Argel Fucks, o problema voltou a ficar em evidência. No entanto, o Tricolor até buscou as finalizações mais próximas à meia lua; porém, sem eficiência. Chutes fracos ou poucos precisos que não levaram Jordi a fazer defesas difíceis.

CRIATIVIDADE NULA

Fluminense x CSA
Ganso não teve boa atuação (LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
Diante de uma retranca do CSA que chegou a ter até cinco homens à frente da meta de Jordi, faltou criatividade pro Fluminense. Muitos toques sem objetivos para o lado e a falha tentativa de penetrar na defesa alagoana. Ganso admitiu que a imprecisão na finalização é um defeito do Fluminense, tirando a responsabilidade de Fernando Diniz.


PACIÊNCIA ACABOU

Fernando Diniz - Fluminense
Fernando Diniz durante em atividade no CT Pedro Antonio (LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
Os pouco mais de 25 mil torcedores que foram ao Maracanã na tarde deste domingo terminaram o primeiro tempo com vaias aos jogadores do Fluminense. Bastou sair o gol da vitória do CSA, marcado por Jonathan Gomez, que as vaias foram direcionadas também a Fernando Diniz, xingado em uníssono pelos aficionados.

DEFESA

Fluminense x Internacional - Digão
Digão se lesionou no aquecimento (FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
São 25 gols sofridos no Campeonato Brasileiro, a segunda pior defesa da competição. O Fluminense agoniza defensivamente e, hoje, mais uma vez não passou a meta batida. Diniz admitiu que precisa urgentemente corrigir o sistema defensivo para evitar derrotas, na coletiva. Um problema crônico, que marca a temporada 2019.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance