Veja como o VAR pode ser utilizado em jogos da Copa do Brasil
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



14/09/2018 | 14:54

Veja como o VAR pode ser utilizado em jogos da Copa do Brasil

  •  Palmeiras x Cruzeiro
    Períodos de disputas decisivas andam de mãos dadas com nervos a flor da pele. Foi exatamente isso que o que aconteceu na vitória do Cruzeiro sobre o Palmeiras, no Allianz Parque, que contou com lance polêmico instantes antes do apito final. Em jogada aos 52 minutos do segundo tempo, Fábio saiu mal do gol, colidiu com Edu Dracena e a bola sobrou para Antônio Carlos, que estava livre de marcação e mandou a bola para o fundo da rede. Foto: Cesar Greco/ Agência Palmeiras
  •  Wagner Reway
    Entretanto, o tento não foi validado, pois o árbitro Wagner Reway já havia apitado falta de Edu Dracena sobre o arqueiro celeste, paralisando o jogo antes do chute de Antônio Carlos, que concluiria o lance. A decisão do juiz ao foi contra a determinação da CBF para o uso do VAR, que pede para que o árbitro da partida deixe a jogada ser finalizada antes da interferência, e o impossibilitou de pedir o recurso. Foto: Reprodução
  •  Palmeiras x Cruzeiro
    A decisão de Wagner Reway incendiou os ânimos dos jogadores alviverdes, que foram para cima pedindo que o árbitro revisse o lance fazendo uso do VAR, algo que já não poderia mais acontecer. Inconformados com a atuação de Reway na partida que poderia ter terminado empatada, a diretoria do Palmeiras decidiu enviar um relatório à CBF elencando os erros cometidos pelo árbitro. Foto: Reprodução
  •  Palmeiras x Cruzeiro
    De acordo com o SporTV, as críticas mencionadas no documento se referem, principalmente, ao fato de o árbitro ter apitado a falta antes da conclusão da jogada, impedindo o uso do VAR. O clube também alega que sempre defendeu a utilização do mecanismo no Brasil e avalia que o que houve na partida foi "erro de procedimento".  Luis Moura / WPP
  •  Sérgio Corrêa continua na CBF, mas deixará presidência da comissão (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)
    Apesar da grandeza da polêmica, profissionais da área se dividem em opiniões quanto a marcação da falta antes da conclusão do lance. Por outro lado, o coordenador do árbitro de vídeo (VAR) no Brasil, Sérgio Corrêa, que foi também o supervisor de arbitragem do confronto, afirmou que as imagens não poderiam ser analisadas por não se enquadrar nas situações específicas em que a tecnologia deve ser acionada. - Foi um lance interpretativo. Não entro no mérito nem de acerto nem de erro. Por isso, não entra nos critérios de lance em que o VAR pode ser utilizado. Sérgio Corrêa continua na CBF, mas deixará presidência da comissão (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)
  •  Mano Menezes
    Mas, afinal, quais jogadas são passíveis da utilização do árbitro de vídeo e quando o árbitro deve aguardar a conclusão da jogada para solicitar o auxílio do VAR? Assim como acontece na Copa do Mundo e na Libertadores, a utilização do VAR na Copa do Brasil só é permitida quando o lance se enquadra em quatro aspectos: confirmação de gol, verificação de pênalti, incidentes para cartão vermelho e confusão de identidade. Foto: Lucas Uebel/Light Press/Cruzeiro
  •  Palmeiras x Cruzeiro
    Confirmação de gol Quando o árbitro do campo tiver dúvidas se a bola entrou no gol ou se ocorreu alguma irregularidade na jogada que deu origem ao gol, pode-se solicitar o VAR. Por exemplo: se um jogador cometer a falta antes de marcar o gol ou mandar a bola para as redes utilizando a mão e deixar a dúvida no ar, o juiz pode usar o árbitro de vídeo para comprovar a validade do lance ou não. Luis Moura / WPP
  •  Fábio - Cruzeiro
    Verificação de pênalti Se o árbitro de campo ficar em dúvida sobre a marcação de um pênalti, ele também pode solicitar o vídeo. O próprio lance polêmico envolvendo Fábio e Edu Dracena pode servir como exemplo. Como o incidente aconteceu no campo de ataque do Palmeiras, se a dúvida fosse sobre falta do goleiro Fábio sobre Edu Dracena - jogada que poderia gerar pênalti a favor do Verdão - Wagner Reway poderia solicitar o VAR para esclarecer a validade da jogada, mas como foi o contrário, ele identificou o lance como falta de ataque. (Foto: Ricardo Moreira/L!Press)
  •  Palmeiras x Cruzeiro
    Incidentes para cartão vermelho Caso ocorra um lance em que o árbitro entenda que o jogador deva receber cartão vermelho, ele pode consultar o que aconteceu na jogada através das imagens para confirmar a decisão de aplicar o cartão ou uma punição menor. Outro exemplo retirado do jogo entre Palmeiras e Cruzeiro é cabível na situação do lateral Edílson, que recebeu cartão vermelho após reclamar e xingar o árbitro, que anteriormente havia dado ao jogador um cartão amarelo. Nesse caso, Wagner Reway poderia ter utilizado o vídeo para avaliar se o jogador realmente cometeu a infração para ser expulso. Foto: Reprodução
  •  Palmeiras x Cruzeiro
    Confusão de identidade Se houver um lance em que o árbitro não conseguiu ver com clareza o autor da infração em campo ou penalizou o jogador errado, ele pode utilizar o VAR para confirmar a identidade do atleta. Geralmente é utilizado quando há confusão entre muitos jogadores, para que o árbitro da partida reconheça os envolvidos e avalie se merecem alguma punição. Luis Moura / WPP
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance