Em sua volta aos gramados, Bruno se prepara para encarar nova realidade
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Em sua volta aos gramados, Bruno se prepara para encarar nova realidade

Goleiro Bruno - Poços de Caldas FC
Aos 34 anos, Bruno será astro de time que retomará suas atividades em 2020 (Divulgação/Poços de Caldas FC)
Vinícius Faustini - 29/08/2019 - 07:10
Poços de Caldas (MG)
A mobilização do Poços de Caldas em torno da contratação de Bruno já começou. Oficializado como reforço na última terça-feira, o goleiro, que cumpre pena em regime semiaberto domiciliar pelo homicídio da modelo Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado de seu filho Bruninho, encontrará uma nova realidade em sua volta aos gramados.

– O Bruno é um dos melhores goleiros da posição. A gente acredita na ressocialização, e dará esta oportunidade para ele se reinserir na sociedade. Sou, antes de tudo, uma pessoa cristã – afirmou o mandatário Paulo César da Silva, ao LANCE!.

O dirigente ainda projetou como será a preparação do elenco para a disputa da Terceirona mineira (chamada de Segunda Divisão) no ano de 2020.



-->
– A gente está fechando com mais dois atletas de idade acima de 23 anos, como permite o regulamento da competição. Também contrataremos alguns jogadores, e o restante a gente escolherá em “peneiras” feitas com jogadores daqui da região – disse.


Paulo César não teme uma fuga de patrocinadores do clube, que retomará suas atividades no próximo ano.

– Todos têm ciência da contratação de Bruno. Ele não é um goleiro barato. Contamos com apoio de empresas da região – revelou.

Técnico da equipe, Paulinho Ceará aprova a chegada de Bruno.

– Eu vejo Bruno como um atrativo. Tem um histórico brilhante como goleiro – mas, em seguida, faz uma ressalva sobre a volta de Bruno a campo após ter cumprido parte da pena.

– Vamos trabalhar profissionalmente, sem nos preocuparmos com o extracampo. Cabe a nós tratarmos o Bruno como profissional. E não diferenciá-lo em relação aos demais atletas. Vamos procurar também reforços de nível, no mercado, em clubes da Série A2 do Paulistão, por exemplo – completou.


Jovens como Otávio, que atuava no Atlético-MG, e Guilherme Alves, vindo do Paraná, também foram anunciados pelo Vulcão.

O técnico também não se preocupa com eventuais hostilidades ao goleiro, como ocorreram na passagem de Bruno pelo Boa Esporte.

– Faz parte do ser humano, é inevitável. Mas vamos esperar pelo que ele possa mostrar em jogo – disse.

Bruno tem feito seus treinos em Varginha, onde reside. O clube, porém, planeja realizar amistosos e até participar de um torneio. Para lidar com a rotina intensa em Poços de Caldas e com viagens para outras cidades, o goleiro precisará de autorização judicial.

'ELE ESTÁ TREINANDO HÁ 15 DIAS A PARTE FÍSICA', REVELA ADVOGADA

Goleiro Bruno sorri em entrevista (Foto: Reprodução)
'Ele está contente, voltar ao trabalho é muito bom' (Foto: Reprodução)
A advogada de Bruno, Mariana Migliorni, sinalizou que a rotina de treinos de Bruno, em princípio, deve prosseguir em Varginha.

– O time não está formado, eles têm feito contratações. Acredito que seja necessária a autorização para que o Bruno saia de sua comarca apenas no ano que vem - disse.

A advogada detalhou como está o goleiro diante do acerto.

– Está contente. Voltar ao trabalho é muito bom. Já tem feito atividades físicas há 15 dias – afirmou.

O CICLO DE BRUNO NO FUTEBOL APÓS A PRISÃO

O goleiro Bruno é o caso mais grave envolvendo acusação e esporte. Em 2010, quando atuava pelo Flamengo, ele participou do planejamento da morte da modelo Eliza Samúdio, então grávida de seu filho. O jogador foi condenado a 22 anos de prisão
Bruno disputou cinco partidas com a camisa do Boa Esporte em 2017 (AFP)
O ‘caso Bruno’

O goleiro foi condenado inicialmente a 22 anos e três meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, em virtude da morte e ocultação de cadáver de sua ex-namorada, Eliza Samudio, e pelo sequestro e cárcere privado de seu filho Bruninho. Em 2017, a pena foi reduzida para 20 anos e nove meses.

......................

Montes Claros

Ainda em reclusão, o goleiro assinou em 2014 contrato de cinco anos com o Montes Claros, clube do interior mineiro. Mas não chegou a vestir a camisa do Bicho.
......................

Boa Esporte

Após receber um habeas corpus concedido pelo STF, o goleiro aceitou a proposta de defender o Boa Esporte na edição de 2017 do Módulo 2 do Campeonato Mineiro. Sua chegada ao clube de Varginha causou a debandada de patrocinadores, críticas de torcedores e a página oficial do clube foi alvo de “hackers” que questionaram a contratação. O goleiro atuou em cinco partidas (foram duas vitórias, dois empates e uma derrota) e sofreu quatro gols. O habeas corpus foi revogado alguns meses depois, mas ele teve permissão para dar aulas fora da cadeia.
......................

Nova chance

Bruno já acertara com o Vulcão no dia 15 de agosto. Mas a oficialização ocorreu de fato na última terça-feira.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance