Na pressão! As invasões e protestos de torcedores nesta temporada
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



03/10/2019 | 13:24

Na pressão! As invasões e protestos de torcedores nesta temporada

  •  Protestos - Torcidas de Botafogo, Cruzeiro e Fluminense
    A temporada está sendo marcada por diversos protestos de torcedores, muitas vezes ligados a torcidas organizadas. Botafogo, Cruzeiro e Fluminense tiveram os seus treinos invadidos nos últimos dias por conta da má fase dos times. LANCE! mostra os protestos de torcedores no ano. (Foto: Reprodução)
  •  Treino Botafogo - 02/10/19
    No treino desta quarta (02), um grupo de cerca de 15 pessoas conseguiu entrar no Estádio Nilton Santos e conversar com o treinador Eduardo Barroca para exigir resultados no Campeonato Brasileiro. O diretor, Anderson Barros, solicitou a saída dos torcedores, mas não foi atendido. Vítor Silva/Botafogo
  •  A invasão do CT cruzeirense foi contida pela polícia mineira
    Torcedores do Cruzeiro invadiram o treinamento da Raposa nesta terça-feira (1), após os jogadores se apresentarem no CT do clube. A torcida organizada arrombou o portão principal, soltou foguetes, entrou no campo e exigiu que houvesse uma conversa direta com os jogadores. (Reprodução)
  •  Foi o terceiro dia seguido de protestos contra a diretoria celeste por parte da organzada do clube, que antes tinha vínculos com os atuais gestores do Cruzeiro
    A invasão na Toca da Raposa não foi o único ato da torcida cruzeirense. Em razão do mau momento do clube, torcedores protestaram contra a diretoria e fizeram atos em mais de 40 cidades diferentes ao redor do Brasil, pedindo a saída da diretoria.  (Reprodução/Twitter)
  •  General Severiano Muro
    Um dia antes da invasão ao Nilton Santos, o muro de General Severiano, sede do clube, amanheceu pichado em protestos ao time e ao técnico Eduardo Barroca. A equipe convive com salários atrasados e não vence há quatro partidas.  (Foto: Divulgação)
  •  CT Muro - Fluminense
    Na manhã de sábado (30), um grupo de membros de organizadas derrubou o muro do CT do Fluminense, invadiu o local, em Jacarepaguá, e cobrou o elenco pela fase no Brasileiro. Os jogadores foram cercados pelos membros de organizadas e os seguranças do clube interviram. (Foto:Reprodução/Instagram)
  •  Faixas - Fluminense
    No mesmo dia da invasão, torcedores penduraram uma faixa que dizia: "Doe sangue pros jogadores", cobrando mais comprometimento dos atletas. O presidente Mário Bittencourt e o vice Celso Barros também foram alvos dos protestos em faixas.  (Foto:Reprodução)
  •  Torcedores em protesto no CT do Corinthians
    O começo de setembro foi tenso no Corinthians. A Gaviões da Fiel, principal organizada do clube, fez um protesto pacífico na porta do CT Joaquim Grava enquanto a equipe comandada pelo técnico Fábio Carille treinava. Os torcedores pediram mais raça e uma postura menos defensiva. Torcedores em protesto no CT do Corinthians (Foto: Marcio Porto)
  •  Protesto - Corinthians
    No mesmo protesto, faixas foram estendidas no muro do CT criticando o técnico Fábio Carrille pelo estilo defensivo e cobrando mais raça dos jogadores. O protesto durou pouco mais de uma hora e teve a participação de aproximadamente 150 torcedores uniformizados.  (Foto:Yago Rudá)
  •  Protesto SP
    Após a derrota por 1 a 0 para o Goiás, no Morumbi, nesta quarta-feira, a torcida são-paulina não ficou satisfeita e um grupo decidiu se reunir em frente ao estádio para protestar contra o desempenho da equipe nos últimos jogos. (Foto:Alexandre Guariglia)
  •  Protesto - SP x CSA
    Além do protesto contra o Goiás, a torcida tricolor também protestou depois do empate contra o CSA, no Morumbi. O principal alvo dos torcedores foi a equipe, que não vencia há quatro jogos e havia caído para a sexta posição na tabela do Brasileirão-2019. (Foto:Alexandre Guariglia)
  •  Protesto Palmeiras
    Cerca de 30 pessoas, entre membros da Mancha Alviverde e do movimento Ocupa Palestra, foram à sede social protestar por conta das eleições de conselheiros vitalícios, um tema que sempre gera muito debate no Verdão.  Thiago Ferri
  •  Protesto - Mancha
    A torcida do Palmeiras pegou pesado depois da eliminação na Copa do Brasil para o Internacional. Após o jogo, Felipão disse para ter calma 'que ninguém morreu'. A torcida aproveitou a frase e estendeu uma faixa com os dizeres ‘ninguém morreu ainda’  Reprodução
  •  Santos x Grêmio
    Parte da torcida protestou na arquibancada e também na porta da vestiário do Santos na noite deste sábado, após a derrota por 3 a 0 para o Grêmio, na Vila Belmiro. Os torcedores pediram garra e honra e se disseram cansados de 'time amarelão'.  Divulgação Twitter Santos
  •  Protesto Internacional
    Após a eliminação na Libertadores, para o Flamengo, torcedores do Inter protestaram e pediram a saída do técnico Odair Hellmann em faixas estendidas em dois pontos de Porto Alegre. Outras duas foram estendidas próximo do Parque Moinhos de Vento, em outra região da cidade. (Foto: Reprodução)
  •  Atlético-MG x Ceará - Torcida
    A torcida do Atlético-MG fez um protesto inusitado e não compareceu ao jogo entre Galo e Ceará no último domingo (29). Antes da partida contra o Vasco na noite desta quarta (2), o presidente  do clube recebeu integrantes da torcida organizada para escutar as reclamações.  (Foto:Reprodução)
  •  protesto Goiás
    Torcedores do Goiás realizaram manifestações contra a diretoria após os resultados ruins na Série A do Campeonato Brasileiro. Faixas foram estendidas com críticas direcionadas ao presidente do clube, Marcelo Almeida, e o gestor de futebol, Túlio Lustosa. (Foto:Reprodução)
  •  Loja Goias
    Vidros da loja oficial do Goiás, a Empório Esmeraldino, amanheceram quebrados depois da derrota do clube para o Grêmio por 3 a 0, na última rodada do 1º turno do Brasileirão. A equipe esmeraldina encerrou a primeira parte na 15º colocação com 21 pontos conquistados. (Foto:Reprodução/Twitter)
  •  Protesto da torcida do Vasco
    Cerca de 100 vascaínos protestaram contra o time em maio na porta da sede do clube, em São Januário. Os manifestantes pleitearam melhoras no time e pediram a saída do presidente Alexandre Campello, principal alvo deles, e a realização de eleições diretas. (Foto: Reprodução/Twitter)
  •  protesto Chape
    Torcedores da Chapecoense protestaram depois da derrota do clube para o Ceará por 4 a 1, em agosto deste ano. Além dos jogadores, o presidente Plinio Filho, o Maninho, também foi alvo da fúria dos torcedores. Eles pediram a saída do dirigente. Faixas foram colocadas na Arena Condá, (Foto:Reprodução)
  •  Protesto da torcida do CSA a venda do mando de campo
    A torcida do CSA protestou por conta das vendas de mando de campo realizadas pelo clube no Brasileirão. A ideia seria não ir a jogos do Azulão durante a campanha do Campeonato Brasileiro. Foto: Divulgação
  •  Argel Fucks
    Um grupo de torcedores do CSA entraram no CT e se reuniram com o presidente do clube e com o treinador Argel Fucks para conversar sobre a má fase da equipe. Nesta reunião, um áudio foi vazado em que o treinador reclamava da qualidade do elenco e da estrutura do clube.  Augusto Oliveira/Ascom CSA
SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance