Athletico abre vantagem, mas toma gol do Londrina no fim pelas quartas do Paranaense
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Athletico abre vantagem, mas toma gol do Londrina no fim pelas quartas do Paranaense

Londrina x Athletico-PR
Tudo igual no duelo entre o Furacão e o Londrina (Foto: Divulgação/Athletico-PR)
Futebol Latino - 19/07/2020 - 19:57
Cornélio Procópio (PR)
Uma partida direcionada para a vitória do Athletico-PR sobre a Londrina na cidade de Cornélio Procópio na ida das quartas de final do Campeonato Paranaense acabou com o Tubarão arrancando o empate por 1 a 1 já nos minutos finais do confronto. Agora, para o compromisso de volta, uma nova igualdade levaria a decisão para as penalidades. 

Veja os gols da partida

 MARTELOU, MAS NÃO FUROU
Nos primeiros minutos do confronto, a disputa parecia estar em caráter de maior igualdade pelo menos no sentido da posse de bola e tentativa de imprimir o ritmo de jogo. Todavia, com o passar dos minutos, ficou clarividente a capacidade mais aguda do Furacão em transformar sua troca de passes em finalizações, principalmente quando Nikão usava sua velocidade e força nos chutes de fora da área para forçar o goleiro Matheus Albino a fazer boas defesas. A melhor chance da etapa inicial (em tom quase que inacreditável) apareceu com Nikão driblando duas vezes Matheus Albino e rolar na pequena área para Bissoli. O avante demorou demais para finalizar e o arqueiro do Londrina se recuperou fazendo uma defesa maravilhosa.

QUE IRONIA!
Quis o destino da partida onde a superioridade ofensiva do Athletico era latente que um erro defensivo do Londrina fosse a origem do tão perseguido tento do Rubro-Negro no Ubirajara Medeiros. Aos dois minutos do segundo tempo, Felipe Camillo errou no giro e teve a bola tomada por Léo Cittadini que, rapidamente, bateu rasteiro no extremo canto direito de Matheus Albino.

O TUBARÃO SAIU DA JAULA
Os espaços na defesa do Londrina continuavam aparecendo, mas o clube Celeste começou a ser mais eficiente na sua retomada de bola e começou a preocupar a zaga do Athletico. Com a capacidade, aliás, de fazer uma grande jogada onde o lateral-direito Pastor colocou Ruster Santos na pinta para bater forte e carimbar a trave esquerda de Santos que caiu na bola, mas não chegou nela.

SANTOS, O SALVADOR?
No momento em que o Tubarão melhorava na partida, um lance de "enrosco" dentro da grande área da equipe curitibana teve Uelber sendo derrubado por Bruno Leite, penalidade marcada pela arbitragem. O camisa 9 Júnior Pirambu foi pra bola e o goleiro Santos pulou bem no seu canto direito para defender não apenas a cobrança, mas também o rebote com a bola espirrando em Raí Ramos e indo pela linha de fundo. (Veja o lance no vídeo)

NA BASE DA RAÇA
As mudanças feitas na equipe de Dorival Júnior parecem ter reduzido o ritmo ofensivo e também a capacidade de maior retenção da bola com efetividade do Furacão onde, aos poucos, o Londrina se via em condições de buscar o antes distante empate. E, aos 43, um cruzamento que atravessou toda a área foi dominado por Júnior Pirambu que, sem ângulo, bateu por sobre o braço de Santos e chegou ao tento da igualdade.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance