Treta com Gabigol, ideias para Paquetá... Conheça Stefano Pioli, o novo treinador do Milan
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Treta com Gabigol, ideias para Paquetá... Conheça Stefano Pioli, o novo treinador do Milan

Stefano Pioli
Pioli é o novo treinador do Milan (Foto: Reprodução)
Igor Galletti* - 11/10/2019 - 12:58
Milão (ITA)
Antes mesmo de ser anunciado, nesta quarta-feira, como o novo treinador do Milan, Stefano Pioli já sofria com a torcida dos Rossoneri. Torcedor assumido da Internazionale, o técnico é experiente, mas, em 16 anos de carreira, não conquistou nenhum título relevante.

Os principais clubes que dirigiu foram a Lazio, Fiorentina e Internazionale. Nos Nerazzurri não deu chances para Gabigol, em 2016 e chegou a critica-lo publicamente. Em sua chegada no Milan, falou sobre outro jovem brasileiro: Lucas Paquetá, e já revelou como pretende utilizar o atleta na equipe.

PASSADO NERAZZURRI

Stefano Pioli - Internazionale
Pioli tem 16 anos de carreira (Foto: Giuseppe Cacace/ AFP)
Pioli foi apresentado como treinador da Internazionale em 2016, com um contrato de dois anos, válido até 2018. Na época, os donos chineses da equipe queriam a contratação de um treinador internacional e Laurent Blanc chegou a ser especulado. Os dirigentes italianos, porém, venceram a queda de braço por Pioli. Em sua chegada, o técnico ressaltou a paixão pelo clube rival.

O QUE DISSE PIOLI

Stefano Pioli - Lazio
Pioli torce para a Internazionale (Foto: Marco Bertorello)
- Toda a minha família era torcedora da Internaizonale e eu cresci ouvindo músicas sobre Beccalossi e Pasinato (ex-jogadores do clube, nas décadas de 70 e 80). A minha carreira me levou a um caminho diferente, mas eu sempre fui um torcedor da Inter de coração - revelou em sua apresentação na Internazionale.


REJEIÇÃO

Stefano Pioli
Pioli ao lado da diretoria do Milan (Foto: Reprodução)
A rejeição da torcida do Milan foi instantânea. A hashtag #PioliOut (Pioli fora) dominou o 'Twitter'. Além do passado no maior rival, os torcedores queriam um treinador de mais peso. Os fãs, temendo a instabilidade do equipe, preferiam um técnico que soubesse lidar com a pressão. Pioli é experiente, mas, em 16 anos de carreira, nunca conquistou nenhum título relevante.

'TRIUNFO' NA LAZIO

Stefano Pioli - Lazio
Seu melhor momento foi na Lazio (Foto: Marco Bertorello)
O italiano começou sua carreira como treinador, em 2003, com Salernitana. Após passagens no Modena, Parma, Grosseto, Piacenza, Palermo, Chivero e Bologna, Pioli recebeu sua primeira chance em um clube de relevância no cenário italiano com a Lazio, em 2014. A passagem foi positiva: em 2014/15, a equipe ficou em terceiro no Italiano e conseguiu a classificação para a Liga dos Campeões.

CHANCE

Stefano Pioli - Internazionale x Pescara
A passagem no clube de coração não foi boa (Foto: Giuseppe Cacace / AFP)
Após a Lazio, o treinador recebeu a chance na Internazionale e não agarrou. Pioli foi demitido após sete meses e 27 partidas. Nesse período, treinou o atacante Gabigol, atualmente no Flamengo. A passagem do brasileiro na equipe não foi boa e o atleta teve problemas com Pioli. Gabigol chegou na Inter em 2016 e não se estabilizou. O atacante foi emprestado para o Benfica, Santos e Flamengo. Ao todo, foram 10 jogos e um gol.

TRETA COM GABIGOL

Gabigol é apresentado na Internazionale
Gabigol teve passagem apagada na Internazionale (Foto: Divulgação)
Pioli deu oportunidades a Gabigol em seu início e chegou a elogiá-lo. Em dezembro de 2016, Gabigol foi ovacionado pela torcida, por conta de jogadas de habilidades contra a Lazio, pelo Italiano. Após o jogo, Pioli disse que queria ver o atleta fazendo "jogadas mais úteis". O brasileiro foi perdendo oportunidades e relegado ao banco de reservas. Na derrota para a Sampdoria, por 2 a 1, em 2017, Gabigol deixou o campo chutando uma garrafa no banco de reservas. A relação não era positiva.

LUCAS PAQUETÁ

Lucas Paquetá - Milan
Paquetá perdeu espaço no Milan (Foto: AFP)
A relação com Gabigol voltou o olhar para outro jovem brasileiro: Lucas Paquetá. O brasileiro perdeu espaço com Giampaolo, que chegou a declarar que queria que o meia fosse mais objetivo. Em sua apresentação, Pioli disse que, para ele, Paquetá é um 'mezzalla', ou seja, um meia que joga pelas pontas.

NOVO POSICIONAMENTO?

Lucas Paquetá - Milan x Empoli
Pioli tem novas ideias para Paquetá (Foto: AFP)
Com Giampaolo, em cinco jogos, Paquetá jogou todos centralizado, com Gattuso também. Na Fiorentina, seu último clube, Pioli optava pelo 4-3-3, inclusive, utilizava Gerson aberto, no ataque, ao contrário de como o atleta atua no Flamengo. Paquetá, no Fla, jogava mais pelo meio, mas próximo do ataque, mas também chegou a jogar aberto.


*sob a supervisão de Leonardo Martins.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance