Que vergonha! Veja os erros mais grotescos da arbitragem no futebol
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



21/09/2018 | 11:05

Que vergonha! Veja os erros mais grotescos da arbitragem no futebol

  •  Dedé expulso
    A derrota do Cruzeiro para o Boca Juniors por 2 a 0 ficou marcada pela atitude incompreensível do árbitro Eber Aquino ao expulsar Dedé por uma cabeçada involuntária no goleiro Andrada. Mesmo com o VAR, o juiz paraguaio errou feio. O LANCE! separou alguns dos erros mais grotescos e marcantes na história do futebol. Confira a seguir... EITAN ABRAMOVICH / AFP
  •  Final da Copa do Mundo de 1966: Alemanha x Inglaterra -
    Inglaterra 4 x 2 Alemanha - Na final da Copa do Mundo de 1966, o árbitro suíço Gootfried Dienst validou um gol para a Inglaterra após a bola bater no travessão e cair em cima da linha. O gol, anotado na prorrogação, deu aos ingleses seu único título mundial. (Foto: Reprodução)
  •  Final Campeonato Paulista 1973: Santos x Portuguesa
    Santos 0 x 0 Portuguesa: a final do Paulistão de 1973 terminou empatada e foi decidida nos pênaltis. O Peixe iniciou a série com Zé Carlos que perdeu a primeira cobrança, defendida por Zecão. Pelo Lado da Lusa, Isidoro também errou. Na sequência, Carlos Alberto e Edu marcaram para o Santos, enquanto Calegari e Wilsinho perderam para a Portuguesa. Ainda restavam duas cobranças para cada equipe, mas o árbitro Armando Marques errou a contagem e deu por encerrada a decisão. Anos depois a FPF declarou os dois times como campeões do torneio. (Foto: Reprodução/Internet)
  •  1978
    Brasil 1 x 1 Suécia - Neste duelo da primeira fase da Copa do Mundo de 1978, o jogo estava empatado. O último lance da partida foi um escanteio a favor da Seleção Brasileira. Nelinho ajeitou com carinho, cruzou para a área, Zico subiu e estufou as redes. Mas, o árbitro galês Clive Thomas não assinalou o gol, alegando que havia encerrado o jogo antes da bola entrar no gol. Divugação
  •  La Mano de Dios
    Argentina 2 x 1 Inglaterra - Nas quartas de final da Copa do Mundo de 1986, o primeiro gol da Argentina entrou para a história. Maradona e o goleiro inglês Peter Shilton dividiram a jogada, mas o argentino desviou a bola com o braço e marcou o gol. O lance ficou conhecido como ''La Mano de Dios''. Reprodução
  •  Final do Campeonato Brasileiro de 1995: Santos x Botafogo
    Santos 1 x 1 Botafogo - Na final do Campeonato Brasileiro de 1995, o árbitro Márcio Rezende de Freitas fez uma lambança geral. Ele validou um gol irregular de Túlio, que estava impedido, validou um gol do Peixe que teve toque de mão e anulou um gol legítimo do atacante santista Camanducaia, que estava em condição legal. (Foto: Reprodução)
  •  Corinthians x Portuguesa 1998 - Castrilli
    Corinthians 2×2 Portuguesa - Na semifinal do Campeonato Paulista de 1998, a Lusa vencia o Corinthians por 2 a 1 no Morumbi e ia garantindo uma vaga na decisão. Mas, no fim da partida, um defensor da Portuguesa interceptou uma bola com o peito, mas o árbitro argentino Javier Castrilli  assinalou pênalti. Rincón converteu a cobrança e colocou o Timão na final. (Foto: Arquivo)
  •  Coreia do Sul x Espanha - Copa do Mundo de 2002
    Coreia do Sul 0 (5)x(3) 0 Espanha - Na prorrogação das quartas de final da Copa de 2002, o espanhol Morientes aproveitou cruzamento do lateral Joaquin e cabeceou para o gol. Mas, o bandeirinha assinalou que a bola cruzada havia saído pela linha de fundo e invalidou o lance. O empate resultou na eliminação espanhola nos penais. (Foto: Reprodução)
  •  Corinthians x Internacional - Brasileirão 2005
    Corinthians 1×1 Internacional - Em jogo decisivo da reta final do Campeonato Brasileiro de 2005,  mais uma vez Márcio Rezende de Freitas cometeu um erro clamoroso. O goleiro corintiano Fábio Costa fez falta em Tinga dentro da área. Mas o árbitro não só ignorou a penalidade como ainda expulsou Tinga por suposta simulação. O resultado ajudou o Timão a conquistar o título.  (Foto: Reginaldo Castro/Lancepress!)
  •  França x Irlanda (2009) - toque de mão Henry
    França 1 x 1 Irlanda - Em duelo das Eliminatórias para a Copa de 2010, a França venceu o jogo de ida por 1 a 0 e precisava somente de um empate na volta. Com a derrota no tempo normal, a partida foi para a prorrogação. Aos 13 minutos,  a bola caiu para Henry, que a controlou com a mão esquerda e deu um toque para Gallas cabecear para o gol e empatar.  (Foto: Reprodução)
  •  Lampard
    Alemanha 4 x 1 Inglaterra - Nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2010, os alemães venciam por 2 a 1, quando o inglês Lampard finalizou, a bola bateu no travessão e claramente pingou dentro do gol. A arbitragem não viu e mandou o jogo seguir. A seleção inglesa sentiu o erro do juiz e acabou goleada naquela tarde. Divulgação
  •  Espanha x Holanda (Final da Copa do Mundo de 2010) - cartão amarelo para Nigel De Jong, entrada criminosa em cima do espanhol
    Espanha 1 x 0 Holanda - Na final da Copa do Mundo de 2010, o holandês Nigel De Jong deu uma entrada criminosa em Xabi Alonso e o árbitro só apresentou o cartão amarelo. (Foto: Reprodução)
  •  Corinthians x Boca (2013) - Alguma polêmica da partida
    Corinthians 1 x 1 Boca Juniors - Certamente o nome de Carlos Amarilla não sairá mais da cabeça dos corintianos. Na Libertadores de 2013, o árbitro paraguaio anulou dois gols legítimos e deixou de marcar dois pênaltis claros a favor do Timão. O empate acabou resultando na eliminação da equipe brasileira. (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)
  •  Expulsão equivocada de Gabriel em vez de Maycon em Corinthians x Palmeiras (2017)
    Corinthians 1 x 0 Palmeiras - No Paulistão de 2017, o árbitro Thiago Duarte Peixoto revoltou os corintianos após expulsar de forma equivocada o volante Gabriel. O lance aconteceu aos 45 minutos da primeira etapa, em uma falta cometida por Maycon.  (Foto: Miguel Schincariol/Lancepress!)
  •  Barcelona x Eibar - 2017: Penalti inexistente em Alba
    Barcelona 4 x 2 Eibar - Em jogo do Campeonato Espanhol de 2017,  Jordi Alba entrou na grande área, tropeçou sozinho e o juiz marcou pênalti. O erro impressionou pela enorme distância do jogador do Barcelona para o defensor do Eibar. (Foto: Reprodução)
  •  Confusão do trio de arbitragem na partida entre Internacional x Luverdense, na Série B de 2017
    Internacional 1 x 0 Luverdense - Uma lambança do trio de arbitragem marcou a vitória da equipe gaúcha em jogo da Série B de 2017. O assistente levantou a bandeira e sinalizou impedimento de William Pottker. A defesa do time de Lucas do Rio Verde parou imediatamente. Mas, o árbitro Igor Júnior Benevenuto mandou o jogo seguir e o Inter marcou o gol do triunfo. (Foto: Reprodução)
  •  Brasileiro tropeça em árbitro, que revida com chute na canela e vermelho - Paris Saint-Germain x Nantes - 2018
    Paris Saint-Germain 1 x 0 Nantes - Uma partida do Campeonato Francês de 2018 contou com um lance curioso e inusitado. O árbitro francês Tony Chapron chutou o zagueiro brasileiro Diego Carlos depois de o jogador tropeçar e causar sua queda durante um ataque do PSG. Além de revidar, o juiz também mostrou o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho. (Foto: Reprodução)
  •  Dedé expulso
    Boca Juniors 2 x 0 Cruzeiro - No jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, Dedé foi expulso pelo árbitro Eber Aquino depois de se chocar acidentalmente com o goleiro Andrada. O zagueiro cruzeirense acabou acertando uma cabeçada no goleiro adversário, que caiu no chão desacordado. Eber Aquino viu e reviu o vídeo pelo VAR e mesmo assim o expulsou.  EITAN ABRAMOVICH / AFP
SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance