LANCE! Espresso: Neymar, 29 anos, é o craque que se recusa a crescer
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

LANCE! Espresso: Neymar, 29 anos, é o craque que se recusa a crescer

Fabio Chiorino e Rodrigo Borges - 05/04/2021 - 07:40
São Paulo (SP)
Paciência tem limite. E a 'France Football', uma das mais respeitadas revistas do mundo, deixou claro que o crédito de Neymar está acabando. Expulso nos acréscimos da derrota para o Lille - que tirou o PSG da ponta do Campeonato Francês -, o brasileiro foi alvo de duras críticas. Chamando o o camisa 10 de imaturo, a revista perguntou: "Neymar ainda é um grande jogador?".

> Veja como está a classificação atualizada do Francês

Poucos dias antes do confronto contra o Bayern de Munique, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, não inspira confiança de que, aos 29 anos, pode ser o líder técnico que um time precisa para conquistar o maior título de clubes do mundo. "A expulsão de Neymar só comprovou que o brasileiro não consegue atender as grandes expectativas que são criadas sobre ele", analisou a revista.


Neymar e Djaló no Francês
Neymar no último jogo (FRANCK FIFE / AFP)

Jogador criado numa redoma por gente que só é capaz de mimá-lo, Neymar não tem muito mais tempo para ser aquilo que quase todos achavam que ele seria. Tecnicamente é incontestável. Mas não sabe lidar com as adversidades em campo. Cai facilmente em provocações que são cada vez mais frequentes porque todos os rivais sabem que o brasileiro invariavelmente se irrita. É fácil tirá-lo do eixo. Quantas vezes se viu craques como Messi ou Cristiano Ronaldo dando espetáculos ridículos como o de Neymar com Djaló, que seguiu até o acesso aos vestiários?

Toda vez que o atacante engrena uma sequência de boas atuações a esperança de vê-lo mudado e mais maduro se renova. Mas é uma ilusão. É craque. Mas, acima de tudo, é aquele cara expulso contra o Lille.

O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises de Fabio Chiorino e Rodrigo Borges. Clique aqui e inscreva-se.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance