LANCE! Espresso: Clubes alemães põem dinheiro acima da saúde
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

LANCE! Espresso: Clubes alemães põem dinheiro acima da saúde

Bayern de Munique: de volta aos treinos (AFP)
Bayern de Munique: de volta aos treinos (AFP)
Fabio Chiorino e Rodrigo Borges - 09/04/2020 - 07:15
São Paulo (SP)
Ainda que a ação do governo da Alemanha seja um dos mais eficientes no combate ao novo Coronavírus, o país já passou a marca de 110 mil infectados pela doença, com mais de 2 mil mortos. Números que só não são piores por causa das medidas tomadas pelo Estado, sob liderança da chanceler Angela Merkel.

É exatamente por isso, pelos números impressionantes mesmo diante de um combate eficiente, que não deixa de ser chocante que os clubes estejam retornando aos treinos e, de certa forma, fazendo pressão para que campeonatos de futebol voltem a ser disputados. Trata-se de um interesse puramente econômico, é claro, porque o isolamento social é uma das chaves do sucesso alemão na luta contra a Covid-19.

A DFL, responsável pela Bundesliga e pela segunda divisão do país, está à frente da pressão, ainda que não de forma clara, para que maio já marque o retorno dos torneios, mesmo que com portões fechados. Alega-se que medidas de segurança estão sendo tomadas, os treinamentos realizados sem aglomerações de jogadores e em pequenos grupos. Ainda assim, não é uma medida recomendável neste momento pelos seguidos boletins e estudos divulgados pela Organização Mundial de Saúde.

O retorno das partidas pode significar que 400 milhões de euros deixarão de ir pelo ralo. Mas a pressão que é feita pela volta neste momento mostra que os clubes alemães não estão tão interessados na saúde da população, mas na saúde financeira cima de tudo.

O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. É uma leitura rápida, que vai colocar você por dentro das principais notícias do esporte. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises e contextualização de Fabio Chiorino e Rodrigo Borges. Clique aqui e inscreva-se.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance