Jovem ex-Barcelona indica que Dudamel fez pedidos 'absurdos' para ele
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Jovem ex-Barcelona indica que Dudamel fez pedidos 'absurdos' para ele

Alejandro Marqués foi contratado nessa temporada para a base da Juventus
Foto: Divulgação/Juventus
Futebol Latino - 06/05/2020 - 13:21
Turim (ITA)
Desde que a possibilidade se abriu pela primeira vez, sempre houve muita expectativa para que o promissor atacante venezuelano com nacionalidade espanhola Alejandro Marqués (ex-Barcelona e hoje na Juventus) defendesse a Vinotinto.

Contudo, até o momento, sempre houve a impressão de que o atleta não colocava a opção como sua prioridade diante do que aconteceu, por exemplo, no Sul-Americano Sub-20 de 2019. Apesar das críticas que, posteriormente, chegaram a ser feitas de maneira pública pelo pai do atleta, José Marqués.

Dessa vez, quem resolveu falar foi o próprio atleta atualmente com 19 anos de idade ao portal 'F5 Fútbol' apontando que jamais se negaria a defender a seleção do país que nasceu. Todavia, fez a sua "defesa" das condições em que os chamados anteriores aconteceram, pontuando que seriam muito prejudiciais a sua continuidade, na época, no Barça. Na época, Rafael Dudamel era o treinador das categorias de base:

- Em nenhum momento eu e meu entorno manifestamos negativa alguma para vestir a camiseta da seleção, pelo contrário, formar parte de uma seleção nacional é motivo de profundo orgulho e estamos desejosos disso. O que é inaceitável é que uma federação ou um técnico faça exigências absurdas, sem importar as consequências que as suas exigências possam ter no futuro e na carreira dos jogadores. É absurdo e egoísta que te pressionem para ir ao Paraguai pra só jogar amistosos e que, com eles, você perca a oportunidade de estrear como profissional tendo só 17 anos na segunda divisão do futebol espanhol com o Barcelona (B).

O jogador chegou a dizer, inclusive, que houve desencontro nas informações passadas sobre a duração do período de treinos anterior ao Sul-Americano do último ano. Enquanto inicialmente o planejamento previa sua ausência do clube catalão por uma semana, o segundo cenário pontuou que ele teria de ficar distante por dois meses, período equivalente "a 70% de toda a temporada 2018/2019".

A Federação Venezuelana de Futebol (FVF) também foi alvo de críticas do jovem jogador. Segundo ele, além da busca de ser "desacreditado" por não aceitar as condições relatadas, a entidade lhe deve uma quantia por participação nos Jogos Centro-Americanos e do Caribe quando defendeu a seleção sub-15 da Vinotinto ainda em 2015.

Alejandro encerrou alegando que segue aberto a possibilidade de defender a seleção da Venezuela desde que as condições apresentadas também lhe sejam minimamente favoráveis:

- Eu sempre estarei disposto a representar a Venezuela. Só desejo que os contatos futuros, sejam vindos da parte de José Peseiro ou de outros técnicos que possivelmente o substituam, não sejam tão autoritários e tão absurdos como os que me fizeram para a Sub-20 porque, desafortunadamente, para todos se repetiria a mesma história.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance