Imprensa argentina elogia Copinha e lista ‘craques’ do torneio
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Imprensa argentina elogia Copinha e lista ‘craques’ do torneio

São Paulo x Vasco - Final da Copinha  (São Paulo campeão)
São Paulo foi campeão da Copinha em 2019 e revelou bons valores (Foto: EDUARDO CARMIM PHOTO PREMIUM)
Stephany Afonso - 30/01/2019 - 10:22
Buenos Aires (ARG)
"A Copinha, melhor torneio sub 20 do mundo, ilumina os craques do futuro", assim foi definida a tradicional Copa São Paulo pela versão argentina do jornal Marca, após o termino do torneio que brindou o título da 50ª edição ao Tricolor paulista. Conforme o jornal, o campeonato que já revelou jogadores como Kaká, Neymar, Marcelo, Raí e Casemiro, deixa todos os anos uma "miríade de promessas que devem ser acompanhadas de perto".

O torneio que contou com 128 participantes e teve 738 gols marcados, teve algumas "estrelas" eleitas pelo jornal Marca:

Lucas Santos (Vasco da Gama): Para a imprensa argentina, apesar de seus escassos 164 centímetros, Lucas Santos de 19 anos, foi classificado como um "gigante". O camisa 10 do Vasco - conhecido como Robinho - teve perfil avaliado como dinâmico e imprevisível: "ele é rápido, rouba, dribla, assiste e pontua". Capitão da equipe carioca e titular em todas as partidas, Lucas terminou o torneio com cinco gols e já estreou na equipe principal.

Antony (São Paulo): Extremo e canhoto, o jogador ganhou a atenção dos argentinos por preferir jogar à direita, com uma perna alterada, para explorar seu estilo rápido e vertical. O camisa 7 do São Paulo que fechou o torneio com quatro gols e seis assistências, foi apontado como habilidoso, driblador e dono de um gingado que só um jogador brasileiro pode herdar. Seu destaque no mata-mata atraiu holofotes após marcar contra o Mirassol nas oitavas de final e balançar as redes por duas vezes nas semis.

Fabrício Oya (Corinthians): O meia corintiano, que gradualmente vem avançando em sua posição, foi escolhido pelo jornal como o atleta com mais alta qualidade do torneio. Oya terminou a competição como o segundo artilheiro da equipe com sete gols. De acordo com o Marca, a cria do Timão relembra traços de Pirlo e Ronaldinho por suas boas finalizações com bola em movimento e excelentes cobranças de falta. Sua ótima visão de jogo também seduziu os argentinos que apoiaram sua promoção à equipe titular do Corinthians, apesar do interesse de Liverpool e United.

Gabriel Novaes (São Paulo): Com 10 gols marcados, Gabriel foi apontado como peça fundamental no título de São Paulo. Não é um virtuoso '9', nem muito alto (1,82 metros) nem muito forte (73 quilos), mas "marcou gols de todas as cores: cabeça, direita e esquerda" conforme classificação do jornal. Seu bom jogo aéreo também arrancou suspiros e ganhou elogios dos hermanos por "estar sempre no momento certo e no lugar certo". O Tricolor paulista acertou nesta terça-feira o empréstimo do artilheiro ao Barcelona B por um ano e meio, com opção de compra ao final do vínculo, já que o jogador não terá muito espaço na equipe principal na atual temporada.

Tiago Reis (Vasco da Gama): Formou um ótimo trio de ataque com Lucas Santos e João Pedro. Tanto que terminou como o segundo artilheiro da competição com 9 gols. Avaliado como goleador no sentido mais estrito da palavra, chamou atenção por sua precisão, reação e intuição.

Davó (Guarani): Uma das chaves do Guarani para chegar às semis, Davó teve desempenho individual apontado como o mais brilhante do torneio após marcar quatro gols contra o Internacional. O camisa 9 atraiu olhares por sua velocidade e habilidade para destruir defesas rivais.

Além dos "craques" eleitos, o jornal não deixou de mencionar as "estrelas secundárias" da Copinha. No campeão paulista também obtiveram destaque:

Thiago Couto: O goleiro garantiu a classificação do São Paulo às semifinais após defender dois pênaltis contra o Cruzeiro e na final também teve participação decisiva defendendo novamente dois pênaltis.

Morato: Zagueiro e fã de Sergio Ramos, foi apontado com grande personalidade e boa saída de bola.

Fabinho: Alternou sua posição com Antony e marcou quatro gols.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance