Eliminações, tropeços, Pogba... a dura trajetória de Mourinho no United
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Eliminações, tropeços, Pogba... a dura trajetória de Mourinho no United

Pogba Mourinho
Relação com Pogba foi um dos motivos que desgastaram o treinador no comando (Foto: Oli Scarff / AFP)
Igor Galletti* - 18/12/2018 - 13:51
Manchester United (ING)
O ciclo de José Mourinho no Manchester United se encerrou nesta terça-feira, com o clube inglês anunciando a demissão do treinador português. A passagem do técnico foi marcada por muitas polêmicas, críticas da imprensa, derrota para rivais, relação ruim com os jogadores e eliminações precoces. Relembre os derradeiros momentos do período de José Mourinho nos Red Devils e os motivos que levaram a demissão.

Os (poucos) triunfos
José Mourinho chegou ao Manchester United em maio de 2016. Ao todo foram 144 partidas, com 84 vitórias, 32 empates e 28 derrotas. A maior glória do treinador foi o título da Liga Europa, em 2016/17. Na final, o United bateu o Ajax por 2 a 0, com gols de Pogba e Mkhitaryan.

Na Premier League, teve bom desempenho na temporada passada, quando terminou em segundo lugar, com 81 pontos. Perdeu o título, porém, para o maior rival Manchester City, que fez história e foi campeão com 100 pontos.

Os jogadores do Manchester United fazem a festa do caneco. Na próxima temporada tem mais Liga Europa
Liga Europa foi um dos triunfos de Mourinho (Odd Andersen / AFP)
O vírus Pogba
As principais polêmicas de Mourinho aconteceram nesta temporada, principalmente com os jogadores da equipe. Primeiro, com Pogba. O craque francês e o treinador tiveram diversos atritos, que variaram desde o posicionamento dentro de campo quanto a críticas abertas à imprensa. Mourinho teria comparado Pobga a um vírus, dizendo que o francês "não joga, não respeita os outros jogadores e os torcedores". O português, inclusive, tirou a faixa de capitão do meia. Durante um treinamento, Pogba foi flagrado dando uma "encarada" no técnico.

Jovens 'mimados'
Outro jogador que teve atrito aberto com Mourinho foi Martial. No início da temporada, o francês demorou a se apresentar ao restante do grupo e justificou o atraso por conta do nascimento do filho, o que não pegou bem com o treinador. Ao se referir a Martial e a outros jovens do elenco, como Shaw, Lingard e Rashford, Mourinho disse que os jogadores são "imaturos".

- Antes nós tínhamos mais homens, eram mais maduros, estavam melhor preparados para a vida, menos protegidos. Agora, em vez disso, eles são crianças mimadas, crianças que tem uma vida diferente, um ambiente mais fácil - disse o treinador em entrevista para a 'Univisión'.

Manchester United x Newcastle - Martial
Martial começou mal, mas depois se recuperou (Foto: Divulgação)
E MAIS:
Tropeços e derrotas para rivais
Durante sua passagem, Mourinho colecionou tropeços. O primeiro foi na temporada de 2017/18, ao ser eliminado na Champions, nas oitavas de final, para o Sevilla. Nesta temporada, na principal competição europeia, empatou em casa com o Valencia, em 0 a 0 e perdeu na última rodada, por 2 a 1.

Nessa Premier League, a derrota para o Liverpool, por 3 a 1, escancarou o futebol ruim apresentando e sentenciou a pior campanha do United na competição em 28 anos. O United perdeu pontos para clubes pequenos e não venceu nenhum clássico.

2ª rodada: derrota para o Brighton, por 3 a 2.
3ª rodada: goleado pelo Tottenham, por 3 a 0
6ª rodada: empate, em casa, com o Wolverhampton, por 1 a 1
7ª rodada: derrota para o West Ham, por 3 a 1
12ª rodada: derrota para o Manchester City, por 3 a 1
13ª rodada: empate, em casa, com o Crystal Palace, em 0 a 0

Liverpool x Manchester United
Derrota para o Liverpool sacramentou queda de Mourinho (Foto: AFP)
Eliminação
O United também conseguiu a proeza de ser eliminado na Copa da Liga Inglesa. Em pleno Old Trafford, o Manchester foi derrotado, nos pênaltis, para o Derby County, da segunda divisão inglesa, após a partida terminar empatada em 2 a 2. A equipe de Mourinho perdia até os acréscimos, quando foi "salvo" por Fellaini, de cabeça.

Manchester United x Derby
Derby County comemora classificação em Old Trafford (Foto: AFP)
Críticas fortes
Durante a sua passagem e devido aos péssimos resultados, Mourinho foi muito criticado pela imprensa inglesa, principalmente por ex-jogadores do Manchester United. Relembre alguns dos principais comentários.

Gary Neville: "Não me parece suficiente dizer que o Manchester United irá lutar pelo quarto lugar na competição. Não podemos baixar as expectativas apenas porque não somos campeões há alguns anos. José Mourinho tem de ser campeão aqui. Atendendo ao dinheiro que foi gasto, às expectativas do treinador, ao seu currículo e aos jogadores que tem à disposição"

Paul Scholes: "Achava que era brilhante, mas esse José desapareceu. Agora, é só um José resmungão e ranzinza que te deixa frustrado. Ele se queixa dos jogadores e daquilo que não tem. Ele diz às pessoas que é o melhor treinador, por isso devia provar"

Michael Owen: "Eu não acho que o time jogue ou a forma com que o treinador conduz seja a mais apropriada para tirar o melhor dele (Pogba). Se ele estivesse sob o comando de Guardiola ou Klopp, ou alguém parecido, eu acho que ele seria um dos melhores jogadores do mundo, mas, no momento, não podemos dizer isso"

Relação ruim com a diretoria
As rusgas com a diretoria começaram no início da temporada, quando a lista de pedido de transferências de Mourinho não foram feitas, principalmente em relação a zaga. A pior relação é com o vice-presidente executivo, Ed Woodward, que prometeu os reforços e não cumpriu. O dirigente, após a derrota para o Brighton, teria aproveitado que o treinador estava atendendo a imprensa e foi falar com os jogadores, escondido. Foi Woodward, inclusive, que demitiu, cara a cara, o português.

José Mourinho - Manchester United x Valencia
Relação com diretoria deu dor de cabeça para o português (Foto: Lindsey Parnaby / AFP)
Zaga criticada
Como seus pedidos para a zaga não foram atendidos, Mourinho foi muito crítico ao seu sistema defensivo, pilar de suas táticas nos clubes em que passou. O português chegou a declarar que faltava "qualidade" e que ficou em pânico, durante o empate com o Arsenal (2 a 2), quando a bola ia para a defesa.

*sob a supervisão de Leonardo Martins

Bailly - Manchester United
Bailly foi um dos zagueiros mais criticados (Foto: Reprodução / Twitter)
Facebook Lance Twitter Lance