Diário Olé: 'Lionel Messi tem a argentinidade na veia'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Diário Olé: 'Lionel Messi tem a argentinidade na veia'

Atlético de Madrid x Barcelona - Messi
Messi faz doações sistemáticas  para auxiliar os necessitados da Argentina (AFP)
Diego Macias - 13/05/2020 - 17:55
Diário Olé (ARG)

Como se houvesse um medidor de argentinidade, há muitos que misturam a avaliação que podem ter pelo desempenho no futebol. Acontece que Messi, que já viveu dois terços de sua vida na Espanha, continua a optar por retornar todos os anos a sua cidade natal, Rosário. Ele continua usando aviões de um lado para outro para jogar com a Seleção. Ele nunca espanholizou ou catalisou sua língua e dificilmente lança um "Visca Barsa" em qualquer celebração do clube.

Naquela salada, ele foi comparado a outros atletas que cantaram o hino, como se isso fosse um desprezo pela bandeira, uma fraqueza. E agora que ele canta, eles o repreendem por demorar demais. Portanto, essas notícias não vão fechá-las, porque, embora ele tenha acabado de voltar ao treinamento, ele já marcou um gol para a Argentina. Ele doou 500 mil euros à Fundação Garrahan. Escolhi o mercado oficial, o paralelo, com ou sem 30% da taxa do país ... Qualquer conta chegará à mesma conclusão: um belo dinheiro com destino específico e controlado para a compra de suprimentos necessários para punir a pandemia .

Reduzir a visão de que Messi doa pouco ou muito, levando em conta o dinheiro que se especula, pode ter ganho, não vale a pena. Por fim, ele não tinha nenhuma obrigação.

Os gestos de solidariedade dos atletas, cada um na dimensão que eles podem, são repetidos nos dias de hoje e todos, absolutamente todos, merecem aplausos de 21 horas.

Sociólogos, psicólogos, economistas, filósofos e mais intelectuais estudaram o sentido de pertencimento. E muitos concluem que ninguém quer sua terra natal porque é a maior, a mais rica ou a mais avançada, mas porque a sente no coração.

A argentinidade que cada um manifesta com o perfil que deseja hoje foi transformada com uma meta de milhares de quilômetros, com uma meta chamada mais respiradores, mais tiras de queixo e proteção.

NR: Diego Macias e colunista do Diário Olé, tabloide argentino parceiro do pool do Lance! de jornais esportivos


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance