Deco revela bastidores da saída do Porto para ir ao Barcelona
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Deco revela bastidores da saída do Porto para ir ao Barcelona

Carlos Alberto, Deco e Alenichev fizeram os gols do triunfo de 3 a 0 do Porto sobre o Monaco em 2004
Deco foi o grande responsável por conduzir o Porto ao título da Liga dos Campeões (Foto: MIGUEL RIOPA / AFP)
LANCE! - 25/04/2020 - 13:35
Porto (POR)
Deco revelou os bastidores de sua ida do Porto para o Barcelona após ter sido campeão da Liga dos Campeões com os Dragões. Em conversa com o ex-zagueiro Ricardo Rocha, o brasileiro naturalizado português conta que a transferência em um primeiro momento foi difícil de acontecer, pois tanto Mourinho quanto Pinto da Costa, técnico e presidente da época, respectivamente, fugiam deste assunto.

- Estive quase seis anos no Porto e tive bastante propostas de outros clubes para sair, mas queria o Barcelona. Porém para isso, o Barcelona tinha que me querer. Quando ganhamos a Taça Uefa, em 2003, começou a haver interesses.

No entanto, a partir desse momento foi quando o clube mais queria contar com o meio-campista e travar sua saída.


- O presidente fugia de mim, o Mourinho também e o Jorge (Mendes) não conseguia resolver. Falava com o Mourinho e ele me dizia que me deixava sair, mas que deveria falar com o presidente. Ia falar com o presidente e ele mandava eu falar com o Mourinho, que ele tinha dito que seríamos campeões europeus. Comecei a rir. Ganhar a Taça Uefa tudo bem, mas a Liga dos Campeões… O presidente então prometeu que depois deixaria eu sair para onde quisesse.

Apesar de contrariado, Deco seguiu no Porto e o time, surpreendentemente, foi campeão do maior torneio de futebol europeu. O interesse dos culés voltou, mas Mourinho, que havia sido contratado pelo Chelsea, queria o português nos Blues.

- O Mourinho me queria no Chelsea, que oferecia cerca de 30 a 35 milhões de euros (entre R$183 milhões e R$ 213 milhões na cotação atual), enquanto o Barcelona apenas 21 milhões de euros (R$ 128 milhões na cotação atual). Falei com o presidente que me disse “pode ir para onde quiser, prometi e vou cumprir”. Essa é minha história de respeito com o presidente. Sempre foi uma referência comigo, muito sério e correto - completou.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance